Pix o novo meio de pagamento no Brasil. O que muda no seu crediário?

Você já ouviu falar do novo modo de pagamento chamado Pix? Desenvolvido pelo Banco Central, o Pix é um meio eletrônico para pagar e fazer transferências. Com ele, o consumidor vai conseguir fazer os pagamentos pelo próprio celular e, assim, não vai precisar do dinheiro físico para suas compras. 

Trata-se de uma ferramenta que tem chamado atenção, mostrando-se com grande potencial para beneficiar os varejistas, além de ser algo muito interessante em determinados momentos, principalmente em meio à pandemia e à situação de distanciamento social. 

Entretanto, apesar dos pontos positivos evidentes, se você oferece crediário em sua loja, talvez sua preocupação seja: com a chegada do Pix, o que, de fato, vai mudar no seu crediário?

Neste post, você vai entender melhor sobre isso. Contudo, em primeiro lugar, vamos conhecer melhor a ferramenta. 

O que é e como funcionará o Pix? 

O Pix é, basicamente, uma nova ferramenta que possibilita fazer transferências e pagar contas de forma bem rápida, sem ter que esperar dias para o pagamento cair. 

Foi lançado pelo Banco Central do Brasil com o objetivo de baratear o custo das operações de pagamentos e transferências. De forma diferente dos TEDs e DOCs, a cobrança é muito baixa, aproximadamente R$ 0,01 (um centavo) por transação. 

Além disso, as operações não levarão dias, acontecerão sem a intermediação de terceiros, serão feitas em tempo real e poderão acontecer em qualquer lugar e em qualquer horário, afinal, a ferramenta funcionará 24 horas por dia, 7 dias da semana.

A única exigência para usar o Pix é que o pagador e o recebedor, isto é, quem envia e quem recebe o valor, tenham conta – corrente ou não – em banco, instituição de pagamento ou fintech.

As transações poderão ser feitas da forma que estamos habituados, inserindo informações como número de celular, e-mail, CPF ou CNPJ. Mas outra opção será através da leitura de QR Codes estáticos e dinâmicos.

Sabendo de tudo isso, vamos ao que interessa: o que muda para os lojistas que oferecem crediário?

Para saber mais, você pode continuar a leitura ou assistir ao vídeo a seguir:

O que muda no seu crediário? 

Além de ser um meio de pagamento, uma das grandes características do Pix é a possibilidade de pagar de forma remota. Nesse sentido, o cliente não precisa ir até à loja para efetuar os pagamentos. 

Esse fato, contudo, não é bem vindo para quem trabalha com crediário carnê, já que uma das ideias dessa modalidade é justamente manter os clientes indo até sua loja frequentemente – para pagar as parcelas – e, com isso, mantê-lo em contato com os produtos e novidades, algo que pode despertar seu interesse.

Por essa razão, as lojas precisarão de outras estratégias para manter seus clientes. Ao longo do tempo, poderão ir ajustando seus planos para continuar atraindo a clientela.

Diante disso, o cliente que eventualmente não consegue ir à loja conseguirá pagar a distância, direto da casa dele. Apesar de tudo isso, vale lembrar que, por mais que esse cliente não retorne à loja para fazer o pagamento, ele ainda precisa do crédito

E aqui, então, é que está a grande sacada para os lojistas: seu cliente ainda precisa do financiamento que sua loja oferece para ele! 

Por mais que o Pix faça uma revolução, a loja ainda tem chances grandes de fidelizar o cliente. Agora, há a possibilidade dele pagar a distância. Porém, ele ainda precisa do financiamento e, por esse motivo, poderá continuar como seu cliente.

Para garantir isso, entretanto, ainda é necessário investir em novas estratégias. 

Explore novas estratégias

Com a chegada do Pix, as lojas que oferecem crediário precisarão explorar outros métodos para continuar a reter clientes e, principalmente, fazê-los voltar ao local. Eventualmente, haverá os QR Codes de pagamento que poderão te ajudar nisso. 

Segundo o Banco Central, serão dois tipos: o QR Code estático e o dinâmico. O primeiro poderá ser utilizado em múltiplas transações, um valor será definido para um produto e poderá ser usado para transferência entre duas pessoas. 

O segundo, o dinâmico, será para pagamentos de compras, apresentando informações diferentes e disponibilizando a inserção de informações adicionais sobre a transação. 

A estratégia que pode ser utilizada a partir dos QR Codes é fazer com que eles sejam pagos somente estando na sua loja. Desse modo, você faz com que o cliente retorne até o local, como funciona com o crediário hoje.

Ainda assim, as lojas precisam se adaptar a esse novo modelo de consumo. Se o cliente nem sempre irá na loja, as campanhas precisam ser otimizadas para continuar atraindo essas pessoas como compradores. 

Sabendo que o cliente necessita de crédito e entendendo bem quais são os clientes que são bons pagadores, as lojas podem elaborar campanhas específicas para essas pessoas retornarem. 


Facilidade para cobrar clientes que atrasam! 

Na rotina da sua loja, provavelmente, você já deve ter escutado inúmeras desculpas, tentativas de negociações e enrolações terminando com “eu passo aí amanhã”, certo? Pois esse tipo de situação poderá terminar com a chegada do Pix. 

Com a nova modalidade de pagamento e sabendo o jeito certo de cobrar um cliente, você poderá cobrar desse tipo de pessoa com muito mais tranquilidade, já que, agora, ele pode perfeitamente realizar o pagamento de forma remota sem a necessidade de ir até à sua loja. 

Se há algum imprevisto, está tudo bem, pode pagar a distância! E, por esse motivo, o Pix também vai ser um grande auxílio na recuperação do crédito do cliente. 

Em resumo, o novo meio de pagamento vai exigir novas estratégias, mas constitui uma ferramenta com muitos pontos positivos, mesmo para os lojistas que usam crediário.

O crediário, por sua vez, continua sendo um canal de vendas fundamental para reter os clientes e aumentar as vendas. Sua loja já conta com este canal de vendas? Conheça a solução completa para aumentar suas vendas e a rentabilidade do seu crediário próprio!

Você vai se interessar também

Reduzir inadimplência e aumentar as vendas: como um afeta o outro

Reduzir inadimplência e aumentar as vendas: como um afeta o outro

Quem vende no crediário sabe que são muitos indicadores para acompanhar, o que, muitas vezes, deixa os lojistas bastante confusos.  Algumas ...
5 min de leitura | 21/10/2020
Qual-a-diferença-entre-motor-de-crédito-e-score-de-crédito-em-ERP

Qual a diferença entre motor de crédito e score de crédito em ERP?

Você sabe qual é a diferença entre motor de crédito e score de crédito? Comumente, há uma confusão entre esses termos ...
5 min de leitura | 09/10/2020
analise-de-credito-para-micro-e-grande-varejista-tem-diferença

Análise de crédito para micro e grandes varejistas: tem diferença?

As vendas a prazo ajudam a manter clientes e aumentar as vendas de uma loja. Entretanto, mesmo sabendo disso, existe uma grande ...
3 min de leitura | 28/09/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!