Gestão de crediário: como funciona a liberação de crédito para o consumidor?

Se você é lojista e quer vender no crediário próprio sem perder o sono com a inadimplência,  a primeira providência a tomar é ter uma política de concessão de crédito clara e bem definida. Afinal, o momento mais importante para quem vende a prazo é a hora de decidir se vale ou não a pena liberar um limite de crédito para alguém comprar em sua loja.

O crédito ao consumidor é uma ferramenta essencial para impulsionar as vendas no comércio e a economia como um todo. Mas de nada adianta ter uma loja campeã de vendas se este resultado está sendo inflado da pior maneira possível: concedendo crédito sem critérios.

Facilitar o crediário para o consumidor e depois ter que gastar com cobrança, sem ter certeza de quando ou quanto vai receber, com certeza não é um bom negócio.

A liberação de crédito deve ser feita de forma consciente para atender às necessidades de consumo do cliente sem comprometer seu orçamento pessoal e nem pôr em risco o negócio do varejista.

Mas você sabe quais são as etapas que antecedem a concessão do crédito ao consumidor? O que torna possível chegar a esta decisão de forma segura e confiável? Que ferramentas podem ajudá-lo nesse processo?

Passo a passo para um crediário mais seguro

Se você já tem um cadastro de clientes completo e bem organizado, parabéns! Se não tem, saiba que as informações cadastrais recolhidas pela loja são o ponto de partida para uma boa análise de crédito.

É com base nestes dados que você deve calcular os limites no crediário e o número ideal de parcelas para a quitação do financiamento, de acordo com a análise do perfil do cliente.

Vou explicar passo a passo como funciona esse processo:

Cadastro do cliente

Para ter um crediário funcionando de forma eficaz e segura é importante orientar sua equipe de crediaristas a preencher com detalhes todas as informações do cadastro do cliente e, principalmente, mantê-lo sempre atualizado.

Lembre-se de checar periodicamente os dados a respeito de fontes de renda, patrimônios acumulados, informações de passagens pelos serviços de proteção ao crédito e históricos de operações de financiamentos já realizados. Estes dados serão cruciais para a boa gestão do crediário, pois contribuem para uma análise mais precisa do perfil de cada cliente.

Com um cadastro bem organizado você não corre o risco de deixar passar alguma informação que poderia ser determinante na hora de aprovar o crédito e tem condições de estimar um limite seguro para o financiamento, além do valor máximo para cada parcela e a quantidade de parcelas para a quitação da dívida.

Análise de risco

Se a sua loja se preocupa com a atualização constante das informações no cadastro, já possui todas as condições para fazer uma análise de risco. Assim, o crediarista estará considerando não apenas os status financeiros passados do cliente, mas também como anda a sua situação financeira atual.

Além de reduzir o índice de inadimplência no crediário próprio, esse método permite avaliar a evolução ou o recuo patrimonial do cliente e um determinado período. Com base nessas informações, você pode conceder um limite maior ou menor para o financiamento.

Se as ferramentas à sua disposição possibilitarem um cruzamento de dados ainda mais completo, o ideal seria não analisar apenas a pessoa que está solicitando o crédito na loja, mas avaliar também o contexto no qual ela está inserida, se há familiares na mesma situação, o histórico dos mesmos, entre outras informações.

Contudo, mesmo com todo o esforço para reduzir o risco da vendas a prazo, sua loja não está livre de ser vítima de fraude no comércio. Para proteger ainda mais o seu negócio contra os golpistas, não deixe de conferir estas 10 dicas para evitar golpes no crediário que preparamos para você

Aprovação do crédito

Depois de todas as precauções tomadas no processo de análise, você anda assim precisa assumir alguns riscos calculados ao aprovar o crédito para o consumidor. Muitas vezes, a definição dos limites não depende somente do histórico que o cliente apresenta no cadastro. É preciso levar em conta o nível de risco que o lojista está disposto a correr na concessão desses limites.

O cruzamento de dados pode definir as informações necessárias para a aprovação de crédito, mas se a empresa não estiver disposta a assumir riscos nesse momento, a proposta pode ser rejeitada ou um limite menor pode ser liberado. Isso acaba impedindo a loja de desenvolver todo o potencial do crediário próprio.

Outro aspecto a ser observado é o atendimento ao cliente no decorrer do processo de aprovação do crédito. Oriente sua equipe para ser cordial em todos os momentos, explicando de forma clara os motivos por que o crédito foi negado ou o limite não é aquele que o cliente esperava. Além disso, não o faça esperar muito durante as etapas de cadastro e análise, para que toda experiência de compra não seja comprometida.

Se você prestar atenção a todos estes detalhes, além de reduzir o risco de inadimplência, seu crediário pode se tornar uma excelente ferramenta para retenção de clientes.

Formalização do contrato

O ápice da liberação do crédito ao consumidor é a formalização da operação. Nesse momento, qualquer informação que deixou de ser analisada poderá influenciar no sucesso da negociação e trazer sérios prejuízos para a loja. Por isso, toda a atenção deve ter sido aplicada nos processos anteriores.

Com dados sempre atualizados e uma análise de crédito bem feita você pode antecipar qualquer risco e garantir índices de inadimplência sustentáveis, transformando o crediário próprio em um impulsionador de vendas e uma excelente ferramenta de fidelização.

O próximo passo será a impressão de boletos ou carnês com as devidas datas de vencimentos e valores a serem pagos em cada parcela.

Não esqueça: toda liberação de crédito deve ser feita com base em informações cadastrais sólidas. Isso beneficia tanto os clientes com bom histórico financeiro, que ganham maior poder de compra a longo prazo, quanto os lojistas, que garantem vendas seguras e de baixo risco no crediário.

MC_CTA_eBook_AnaliseCredito