Como está a inadimplência da sua loja?

Se você é dono de loja ou trabalha diretamente com varejo e vendas a prazo, já deve ter se dado conta do lamentável avanço da inadimplência entre os consumidores brasileiros.

Segundo dados da Serasa Experian, em março de 2019 o país atingiu a marca de 63 milhões de pessoas endividadas.

Diante desse cenário de alto endividamento, certamente você não é o único lojista que vem passando por dificuldades para receber pagamentos em atraso.

O crescimento da taxa de inadimplência no comércio deve-se ao fato de estarmos passando por um momento de crise econômica, que vem provocando diversos inconvenientes financeiros tanto para o lojista quanto para o consumidor.

Por isso mesmo, é cada vez mais necessário ficar atento ao índice de inadimplência do negócio e adotar medidas práticas para evitar um agravamento dessa situação.

Confira a seguir algumas dicas para enfrentar este problema antes que seja tarde demais:

Como avaliar o nível de inadimplência no varejo

Para acompanhar a evolução da inadimplência na sua loja você precisa antes de tudo manter um controle rigoroso das contas a receber.

Monte planilhas e gráficos com os dados obtidos, separando as dívidas pela data de validade e por seu valor individual.

Esse controle pode ser feito semanalmente ou até diariamente, mas é importante fazer sempre um relatório de inadimplência mensal para poder comparar os resultados ao longo do tempo.

Uma dica bastante útil é agrupar essas dívidas por dias de atraso. Você pode classificá-las em três grupos, seguindo o seguinte critério:

  • dívidas com atraso de 1 a 30 dias,
  • dívidas com atraso de 31 a 60 dias,
  • dívidas com atraso de 61 a 90 dias
  • dívidas atrasadas a mais de 90 dias.

Após essa separação, você poderá começar a construir um perfil do tipo das dívidas e dos seus clientes inadimplentes.

E mais:

Visualizando individualmente a inadimplência, é possível calcular sem muita dificuldade a porcentagem de devedores no seu negócio.

Basta saber os ganhos previstos para cada mês, contabilizar o que realmente foi recebido e calcular o que faltou para entrar no seu caixa.

O que fazer para evitar a inadimplência

Se você está preocupado com a quantidade de clientes devedores na sua loja, saiba que reduzir a inadimplência não é uma tarefa impossível!

Mas isso significa que você precisa trabalhar diretamente com o seu consumidor, tentando encontrar formas de facilitar o pagamento das compras a prazo sem prejudicar o seu fluxo de caixa.

Fique atento à data de vencimento (e avise seu cliente)

Uma das primeiras medidas refere-se ao dia do vencimento da prestação.

Procure sempre agendar os pagamentos para primeiros dias do mês, quando a maior parte dos trabalhadores recebe seus salários e ainda está com dinheiro “na mão”.

Se o consumidor autorizar, envie uma mensagem SMS para seu celular avisando que a data de vencimento da parcela se aproxima.

Mantenha um cadastro completo e atualizado

Outra medida importante para reduzir a inadimplência no crediário é preencher o cadastro do cliente da forma mais completa possível.

Dados como endereço, telefone, documentos pessoais e referências não podem ser menosprezados.

Consulte os órgãos de proteção ao crédito

Para maior proteção do lojista, também é recomendável consultar a lista de negativados dos órgãos de proteção ao crédito. Dessa forma é possível conferir se o consumidor já foi ou está inadimplente em algum outro estabelecimento.

Use a tecnologia como aliada contra a inadimplência

Utilize aplicativos desenvolvidos especialmente para a gestão automatizada do crediário. Além de enviar mensagens de cobrança automáticas, estas soluções oferecem algo ainda mais valioso para o seu negócio:

Uma ferramenta de análise de crédito para você poder avaliar o risco de inadimplência do cliente no momento da compra!  

De quebra, o sistema ainda sugere as melhores opções de parcelamento e o limite máximo no crediário para fazer uma venda segura.

Além de melhorar os resultados, automatizar essas tarefas lhe dará mais tempo para focar em outras demandas da empresa que também precisam de atenção.

Invista no relacionamento com o cliente

Existe também uma forma de evitar a inadimplência que envolve diretamente o relacionamento com consumidor.

Tratar bem todos os seus clientesmesmo aqueles que estão lhe devendodeve ser algo primordial para qualquer varejista antes, durante e no pós-venda.

Afinal, um cliente bem atendido por um estabelecimento tende a voltar mais vezes e pagar suas contas em dia.

E uma última dica:

De nada adianta cobrar um devedor e perder um cliente para sempre.

Na hora de fazer a cobrança, nunca, em hipótese alguma, seja grosseiro ou falte com o respeito ao consumidor. Isso apenas fará com o que ele adie o pagamento mais ainda.

Siga nossas dicas e comece agora mesmo a trabalhar para diminuir e evitar a inadimplência na sua loja!

Você vai se interessar também

consulta CPF

Sua loja não consulta CPF por medo de perder clientes? Você pode estar perdendo mais do que imagina!

Consultar o CPF do cliente junto aos órgãos de proteção ao crédito antes de aprovar a abertura de crediário é um direito ...
2 min de leitura | 21/05/2019
Relatório de inadimplência

Relatório de inadimplência: como interpretar os dados e tomar as melhores decisões

Relatórios e planilhas de acompanhamento de modo geral costumam ser burocráticos e às vezes até difíceis de entender. Mas ...
3 min de leitura | 16/05/2019
aumentar o faturamento no crediário

O segredo para reduzir custos e aumentar o faturamento no crediário

Buscar novas estratégias para aumentar o faturamento no crediário é praticamente uma obrigação para o lojista que quer ter ...
5 min de leitura | 14/05/2019

Como está a inadimplência da sua loja?

Receba as novidades por e-mail

Se você é dono de loja ou trabalha diretamente com varejo e vendas a prazo, já deve ter se dado conta do lamentável avanço da inadimplência entre os consumidores brasileiros.

Segundo dados da Serasa Experian, em março de 2019 o país atingiu a marca de 63 milhões de pessoas endividadas.

Diante desse cenário de alto endividamento, certamente você não é o único lojista que vem passando por dificuldades para receber pagamentos em atraso.

O crescimento da taxa de inadimplência no comércio deve-se ao fato de estarmos passando por um momento de crise econômica, que vem provocando diversos inconvenientes financeiros tanto para o lojista quanto para o consumidor.

Por isso mesmo, é cada vez mais necessário ficar atento ao índice de inadimplência do negócio e adotar medidas práticas para evitar um agravamento dessa situação.

Confira a seguir algumas dicas para enfrentar este problema antes que seja tarde demais:

Como avaliar o nível de inadimplência no varejo

Para acompanhar a evolução da inadimplência na sua loja você precisa antes de tudo manter um controle rigoroso das contas a receber.

Monte planilhas e gráficos com os dados obtidos, separando as dívidas pela data de validade e por seu valor individual.

Esse controle pode ser feito semanalmente ou até diariamente, mas é importante fazer sempre um relatório de inadimplência mensal para poder comparar os resultados ao longo do tempo.

Uma dica bastante útil é agrupar essas dívidas por dias de atraso. Você pode classificá-las em três grupos, seguindo o seguinte critério:

  • dívidas com atraso de 1 a 30 dias,
  • dívidas com atraso de 31 a 60 dias,
  • dívidas com atraso de 61 a 90 dias
  • dívidas atrasadas a mais de 90 dias.

Após essa separação, você poderá começar a construir um perfil do tipo das dívidas e dos seus clientes inadimplentes.

E mais:

Visualizando individualmente a inadimplência, é possível calcular sem muita dificuldade a porcentagem de devedores no seu negócio.

Basta saber os ganhos previstos para cada mês, contabilizar o que realmente foi recebido e calcular o que faltou para entrar no seu caixa.

O que fazer para evitar a inadimplência

Se você está preocupado com a quantidade de clientes devedores na sua loja, saiba que reduzir a inadimplência não é uma tarefa impossível!

Mas isso significa que você precisa trabalhar diretamente com o seu consumidor, tentando encontrar formas de facilitar o pagamento das compras a prazo sem prejudicar o seu fluxo de caixa.

Fique atento à data de vencimento (e avise seu cliente)

Uma das primeiras medidas refere-se ao dia do vencimento da prestação.

Procure sempre agendar os pagamentos para primeiros dias do mês, quando a maior parte dos trabalhadores recebe seus salários e ainda está com dinheiro “na mão”.

Se o consumidor autorizar, envie uma mensagem SMS para seu celular avisando que a data de vencimento da parcela se aproxima.

Mantenha um cadastro completo e atualizado

Outra medida importante para reduzir a inadimplência no crediário é preencher o cadastro do cliente da forma mais completa possível.

Dados como endereço, telefone, documentos pessoais e referências não podem ser menosprezados.

Consulte os órgãos de proteção ao crédito

Para maior proteção do lojista, também é recomendável consultar a lista de negativados dos órgãos de proteção ao crédito. Dessa forma é possível conferir se o consumidor já foi ou está inadimplente em algum outro estabelecimento.

Use a tecnologia como aliada contra a inadimplência

Utilize aplicativos desenvolvidos especialmente para a gestão automatizada do crediário. Além de enviar mensagens de cobrança automáticas, estas soluções oferecem algo ainda mais valioso para o seu negócio:

Uma ferramenta de análise de crédito para você poder avaliar o risco de inadimplência do cliente no momento da compra!  

De quebra, o sistema ainda sugere as melhores opções de parcelamento e o limite máximo no crediário para fazer uma venda segura.

Além de melhorar os resultados, automatizar essas tarefas lhe dará mais tempo para focar em outras demandas da empresa que também precisam de atenção.

Invista no relacionamento com o cliente

Existe também uma forma de evitar a inadimplência que envolve diretamente o relacionamento com consumidor.

Tratar bem todos os seus clientesmesmo aqueles que estão lhe devendodeve ser algo primordial para qualquer varejista antes, durante e no pós-venda.

Afinal, um cliente bem atendido por um estabelecimento tende a voltar mais vezes e pagar suas contas em dia.

E uma última dica:

De nada adianta cobrar um devedor e perder um cliente para sempre.

Na hora de fazer a cobrança, nunca, em hipótese alguma, seja grosseiro ou falte com o respeito ao consumidor. Isso apenas fará com o que ele adie o pagamento mais ainda.

Siga nossas dicas e comece agora mesmo a trabalhar para diminuir e evitar a inadimplência na sua loja!

Você vai se interessar também

consulta CPF

Sua loja não consulta CPF por medo de perder clientes? Você pode estar perdendo mais do que imagina!

Consultar o CPF do cliente junto aos órgãos de proteção ao crédito antes de aprovar a abertura de crediário é um direito ...
2 min de leitura | 21/05/2019
Relatório de inadimplência

Relatório de inadimplência: como interpretar os dados e tomar as melhores decisões

Relatórios e planilhas de acompanhamento de modo geral costumam ser burocráticos e às vezes até difíceis de entender. Mas ...
3 min de leitura | 16/05/2019
aumentar o faturamento no crediário

O segredo para reduzir custos e aumentar o faturamento no crediário

Buscar novas estratégias para aumentar o faturamento no crediário é praticamente uma obrigação para o lojista que quer ter ...
5 min de leitura | 14/05/2019

3 comentários em “Como está a inadimplência da sua loja?

  1. Pingback: Como está a inadimplência da sua loja? | Blog Tidas Soluções em Crediário

  2. Pingback: 3 dicas incríveis para calcular inadimplência da sua loja | Meu Crediário

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!