Em que condições posso vender no crediário sem análise de crédito?

Uma das maiores inovações que o sistema Meu Crediário trouxe para a gestão do varejo é uma ferramenta que batizamos de Decisão de Crediário Inteligente (DCI).

Com ela o lojista consegue analisar o crédito de forma muito mais eficiente, reduzindo os riscos e maximizando os resultados.

Usando a DCI é possível acompanhar todo o histórico de compras de um cliente na loja e combinar estes dados com as informações do mercado disponíveis nos órgãos de proteção ao crédito.

A partir daí, o sistema classifica cada comprador de acordo com seu risco de inadimplência e sugere limites e prazos para que você possa vender com mais segurança no crediário.

É uma forma inteligente de proteger seu negócio da inadimplência, vender mais e fidelizar o consumidor.

O que nos leva à seguinte pergunta:

Por que um lojista iria querer abrir mão disso?

Mesmo com os resultados comprovados do sistema de credit score utilizado pelo Meu Crediário, tem muito lojista que insiste em fazer algumas vendas sem analisar o crédito do cliente.

Quando converso com eles sobre isso, sempre surge a pergunta:

“Mas Jeison, tenho muitos clientes fiéis e bem conhecidos, que já compram comigo faz tempo. Tem algum problema se eu vender para eles sem usar a DCI?”

Minha resposta nesses casos costuma ser uma brincadeira (e também uma provocação):

“Se você não se importa em perder dinheiro com a inadimplência, não tem problema algum!”

A “economia” que não compensa

Para usar as funcionalidades do sistema Meu Crediário, o lojista precisa escolher um dos quatro planos de usuário que oferecemos, de acordo com a sua necessidade e o volume de vendas do seu negócio.

Cada plano dá direito a um número inicial de análises usando a DCI, que pode variar entre 10 e 100 vendas por mês. Depois de esgotado esse crédito mensal, é preciso comprar DCIs avulsas para cada venda com análise que se deseja fazer.

Atualmente, a DCI pode ser adquirida a partir de R$ 1,99.

Ou seja: a cada venda feita no crediário você paga um pequeno valor para reduzir consideravelmente o risco de levar um calote muito maior.

Mesmo assim, tem lojista que prefere “economizar” e decide vender sem análise para certos clientes nos quais tem confiança. Em geral são clientes antigos da loja, que ele conhece bem e sabe que não apresentam risco de inadimplência.

Será mesmo?

Se você acredita nisso e também faz assim na sua loja, não deixe de assistir o vídeo abaixo!

Nele eu explico com detalhes por que cada venda feita sem DCI pode ser uma bomba-relógio de inadimplência com potencial para detonar as finanças do seu negócio.

Confira:

O alto risco de vender sem análise de crédito

O objetivo desse vídeo foi mostrar a você que vender no crediário sem análise de crédito é uma decisão equivocada e que pode custar a saúde financeira da sua loja.

Com base nos dados das lojas que utilizam o sistema Meu Crediário, quando olhamos a estatística das prestações com 30 dias de atraso, verificamos que as vendas sem DCI têm uma inadimplência na faixa de 9%.

No sistema de credit score, é como se todas essas vendas fossem classificadas no perfil C.

Até aí não parece tão ruim, considerando que a classificação do score vai de A até E.

Mas se analisarmos melhor as vendas sem DCI, veremos que existe muita inadimplência escondida. E a maioria dos lojistas só vai perceber isso quando tomar um grande prejuízo!

À medida que o cliente vai ficando mais “tradicional” na loja, o lojista vai aumentando o limite dele nas compras a prazo. Isso é algo bastante comum. Inclusive no Meu Crediário, nós também aumentamos o limite do cliente quando ele vira um comprador recorrente.

 

A diferença é que o sistema leva em consideração vários aspectos que você, de uma forma subjetiva, não consegue.

Cuidado com a inadimplência oculta

No vídeo acima, eu mostro o que acontece com as vendas no crediário acima de R$ 2 mil feitas sem análise. Na grande maioria são clientes que já compram no crediário e nos quais o lojista deposita muita confiança.

No nosso sistema, esse tipo de venda contabiliza hoje um valor financiado de mais de R$ 1 milhão.

Isso quer dizer que tem muita gente achando que está fazendo um bom negócio ao vender mais de R$ 2 mil para um cliente sem analisar o crédito.

O resultado?

Inadimplência de 12% em 90 dias.

Inadimplência de 14% em 180 dias.

Para uma loja de calçados ou confecção, por exemplo, isso é muito alto! Nesse ramo, uma inadimplência considerada saudável não deve passar dos 5%.

Nessa análise, o que mais preocupa é o alto índice que se mantém depois de 180 dias, quando as chances de recuperação passam a ser muito baixas.

Resumo da ópera:

Veja como é simples fazer a análise com DCI

Se você deseja entender melhor como o Meu Crediário faz a análise de crédito usando a DCI, quero te apresentar mais um vídeo interessante.

É um tutorial rápido e simples, que vai lhe mostrar como é fácil vender no crediário com menos risco e mais resultados.  

Aperte o play e bom aprendizado!