Qual a diferença entre motor de crédito e score de crédito em ERP?

Você sabe qual é a diferença entre motor de crédito e score de crédito?

Comumente, há uma confusão entre esses termos sempre que falamos do motor de crédito do Meu Crediário.

Apesar de, a princípio, parecer um pouco com a lógica de um score para concessão de crédito, o motor do Meu Crediário funciona de maneira bem diferente e mais assertiva.

Para esclarecer isso, você pode assistir ao vídeo ou continuar a leitura. Vamos lá?

O que é motor de crédito?

O motor de crédito aparece em toda operação de concessão de crédito automatizada. Trata-se da tecnologia que analisa o risco do cliente e determina limites seguros para aprovar uma venda a prazo. 

O motor de crédito é formado por diversas partes. Uma delas é o score de crédito – o melhor modelo de análise para a sua rede de lojas.

O score de crédito, por sua vez, é uma base estatística elaborada a partir de diversas informações de milhares de vendas que aconteceram. Com esses dados, é feita uma análise estatística para identificar qual é o perfil de comportamento dessas vendas.

Dependendo do sistema onde o motor esteja instalado, os dados da análise são exibidos em um modelo simples de score de crédito que classifica o cliente em diferentes perfis de risco. Há, então, uma scoragem, uma pontuação.

Como funciona o score no motor de crédito

No sistema de scoragem, quanto mais próximo do 0 o cliente estiver, ele tende a ser mais inadimplente. 

No Meu Crediário, por meio dessa variação, elencamos, a partir de uma faixa de números, determinadas letras. Essas letras ajudam você, usuário, a identificar que um cliente de perfil risco A é um bom cliente. 

Esse sistema classificado por letras faz com que o processo seja bem mais fácil do que identificar, por meio da pontuação numerada, se o cliente 2673, por exemplo, é um bom cliente.

O modo como modulamos no Meu Crediário é uma scoragem estatística, sendo a própria plataforma que identifica.

Vale dizer que, no sistema, informações como renda e idade não influenciam sozinhas na classificação do perfil do cliente como baixo ou alto risco. Na verdade, diversas informações conectadas é que influenciam.

Nesse sentido, uma mudança ou outra, pode impactar. Para ilustrar isso, basta pensar no CEP, que pode ter um peso maior ou menor. Um bairro periférico, por exemplo, pode ter um índice de inadimplência mais alto. Assim, esse bairro faz com que a nota do cliente desça, independentemente das outras informações.


E onde entra a análise nos birôs?

Depois de obter uma classificação com o score de crédito, isto é, o perfil de risco do cliente, o sistema identifica o que você deve fazer com esse cliente. Será que você precisa buscar informações nos birôs? Pode ser que sim. 

De todo modo, a loja poderá fazer a venda para um cliente de perfil de risco A, por exemplo, ainda que ele esteja negativado nos birôs. Isso porque o sistema libera por se tratar de um cliente que tende a ter uma inadimplência em torno de 1%. 

Mas é claro que essa questão vai variar de cliente para cliente. E tudo isso significa que a análise no birô é uma pequena parte da análise de crédito.

Limite de crédito e parcelamento ideal

Definir o limite de crédito e o parcelamento ideal são duas questões possíveis com o motor de crédito. 

Depois de pré-classificar os clientes, surge a necessidade da geração do limite do cliente. Este deve ser baseado de acordo com o perfil de risco e não somente com a renda. 

No Meu Crediário, para lojas de calçados, confecções e ótica, por exemplo, nós não utilizamos nem mesmo a renda para geração de limites, nós usamos outras variáveis de acordo com o perfil de comportamento.

Qual é o limite adequado ao cliente? Isso vai variar de acordo com o perfil de risco. 

É possível apostar mais em clientes que tenham baixo risco de inadimplência. E, para clientes com perfil de alto risco, é preferível negar crédito ou dar um limite de crédito baixo.

Outra funcionalidade do motor de crédito é identificar qual é o parcelamento ideal desse cliente, ou seja, até quantas vezes eu vou deixar esse cliente comprar no crediário da loja.

Para algumas pessoas, pode-se vender em 10x. Para outras, será preferível fazer em menos prestações, sempre dependendo do perfil de risco que esse cliente tem dentro da loja, lembrando que isso varia pela idade, pela informação que veio eventualmente por um birô de crédito, pelo estado civil, pela quantidade de filhos…

Enfim, são diversas informações que conversam entre si para que se chegue nesse modelo de análise.

Em resumo, o motor de crédito é criado da seguinte maneira: lemos o histórico passado para tentar identificar como vai ser o futuro.

No modelo do Meu crediário, por exemplo, ele é pré-configurado, entregamos para a loja todas essas regras prontas, para que o negócio comece a operar.

Depois de um período existe, sim, uma evolução dessas configurações. Mas essa configuração inicial é totalmente baseada em estatísticas.

Como fica a scoragem com as Políticas de Crédito da loja?

Dependendo da situação, é claro que haverá condições de acordo com as Políticas de Crédito do seu negócio. Isso funciona basicamente com uma lógica: na minha loja, não vendo para negativado. Se esta é uma política de crédito, ainda que o score identifique como cliente de baixo risco, o proprietário pode escolher.

No Meu Crediário, vemos que, em média, 6% dos clientes que estão negativados são classificados com perfil de risco A e B, ou seja, são clientes com baixo risco de inadimplência. 

Qual é o ideal, então? Manter a regra do Meu Crediário e, após um período, verificaremos como está a inadimplência. Mas isso deve acontecer se for A e B, pois para C, D e E, eventualmente, já negamos a venda diretamente de acordo com o perfil que o lojista quer colocar.

Desse modo, o motor de crédito, apesar de envolver um score de crédito, é muito diferente de serviços de score de crédito de um ERP. 

Score de crédito em ERP

O score de crédito em ERP é um serviço totalmente diferente do que entregamos no Meu Crediário. 

O que boa parte dos ERPs tem é uma ferramenta onde você configura as regras que você quer, ou seja, nada mais é do que as Políticas de Crédito, aquelas regras que você quer que seu negócio tenha. 

Isso, porém, não é trabalhado de forma estatística, gerando informações. 

Ao trabalhar com o score de crédito do ERP, você insere informações de forma totalmente manual. Não há base estatística, é você quem está criando a regra. E, assim, haverá regras fixas para a concessão de crédito.

No motor de crédito, por outro lado, você identifica até mesmo qual o birô de crédito deve ser utilizado.

Agora ficou claro esse assunto? Continue a leitura! Entenda a diferença entre a análise de crédito de uma micro e uma grande varejista.

Você vai se interessar também

Como-o-Meu-Crediário-ajuda-grandes-redes-a-reduzir-a-inadimplência

Como o Meu Crediário ajuda grandes redes a reduzir a inadimplência

Se você chegou até aqui, talvez esteja se perguntando: como reduzir a inadimplência na minha loja? Identificar essa necessidade ...
5 min de leitura | 12/11/2020
black-friday-no-crediario

Black Friday 2020: como se adaptar e criar as melhores ofertas

Estamos nos aproximando do final do ano e já está na hora de preparar sua loja para um dos eventos mais importantes para o comércio ...
9 min de leitura | 03/11/2020
Reduzir inadimplência e aumentar as vendas: como um afeta o outro

Reduzir inadimplência e aumentar as vendas: como um afeta o outro

Quem vende no crediário sabe que são muitos indicadores para acompanhar, o que, muitas vezes, deixa os lojistas bastante confusos.  Algumas ...
5 min de leitura | 21/10/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!