Como fazer boas vendas e movimentar a loja vazia

Em tempos de crise, é cada vez mais comum vermos o pior pesadelo do empresário do comércio tornar-se realidade: a loja vazia, sem clientes e, naturalmente, com um baixo desempenho nas vendas. Outra situação que acontece com frequência é o cliente entrar na loja e, sem qualquer motivo, sair sem comprar nada.

Essa é uma situação que deve ser analisada mais a fundo. Se o cliente entra numa loja vazia e acaba saindo sem levar qualquer coisa, certamente a responsabilidade está mais sobre quem está atendendo do que propriamente sobre o consumidor.

Um cliente que sai de mãos vazias possivelmente não estava apenas observando os produtos: alguma coisa ele estava querendo e, por algum motivo, não se sentiu convencido a decidir pela compra.

Sempre que você vê um cliente entrar numa loja vazia e sair de mãos abanando, procurando o concorrente, é preciso estar alerta. Deixar de fechar uma venda é algo relativamente normal. No entanto, quando isso se torna um fato recorrente, é preciso ter atenção e fazer o necessário para atrair mais clientes e encantá-los de alguma forma.

Quando houver um caso desse tipo, é preciso enfrentar o problema. Você deve pensar que seu ponto de venda é sua forma de sobreviver e, se o cliente entra na loja vazia e sai com as mãos vazias, é necessário analisar o que está acontecendo.

Pense bem: se você perde uma venda por qualquer motivo, esse motivo deve ser sanado, já que interfere nos lucros no final do mês, por menor que seja a venda. Tenah em mete que uma oportunidade de venda perdida multiplicada por todos os dias do ano pode gerar problemas de grandes proporções para seu resultado.

Acompanhe conosco algumas recomendações para não deixar sua loja vazia e fazer com que seus clientes saiam satisfeitos do seu estabelecimento:

1. Selecione bem os produtos para a vitrine

A vitrine é o principal chamariz para sua loja. Portanto, a seleção e a organização dos produtos expostos deve ser seu primeiro cuidado. Se você colocar muitos produtos em exposição, o cliente terá dificuldades em fazer uma apreciação e, em muitos casos, o simples fato de não ser atraído pela vitrine deixará sua loja vazia.

2. Faça uma seleção de produtos diferentes

Para atrair o cliente e não deixar sua loja vazia, o mais recomendado é fazer uma seleção de produtos que inclua desde os lançamentos até aqueles com valores mais acessíveis. Dessa maneira você vai atrair clientes de todos os níveis, que se sentirão confiantes para conhecer o que você tem a oferecer, superando a ideia de que não encontrarão o que procuram.

3. Customize sua loja

Não apenas na vitrine, mas também no interior da loja, procure mostrar ao cliente formas de utilizar o produto que você está vendendo. Use elementos para montar uma cenografia, tanto na vitrine quanto nos locais internos de exposição, fazendo com que o cliente se veja num ambiente onde poderá utilizar aquilo que está sendo oferecido.

4. Use a sonorização para atrair clientes

Grande parte das lojas utiliza o som ambiente para criar estímulos auditivos para seus clientes. Se você trabalha, por exemplo, com roupas para bebês, deve montar o seu ambiente de acordo com esse tipo de produto e seu potencial público comprador, com músicas que possam atrair as mamães. Se você trabalha com produtos do setor agropecuário, use sons da natureza. Faça com que seus clientes associem sua marca com aquilo que seu negócio está oferecendo. Automaticamente, ele irá fazer a associação de sua loja com o som que está ouvindo ou com as cores que está vendo.

5. Invista em mensagens olfativas

Nessa mesma linha de ambientação, para não ter sua loja vazia, faça como muitos varejistas estão fazendo para atrair clientes: explore as sensações olfativas. Nossos sentidos são mais poderosos do que pensamos e, se você usar o aroma certo, terá automaticamente a atenção do cliente. Utilizar na loja um perfume que possa lembrar seus produtos é uma forma de promover vendas e associar sua marca a um determinado cheiro.

6. Adapte o estilo dos vendedores ao seu tipo de negócio

Existem lojas que exigem uniforme de seus vendedores, tornando-os uma parte do ambiente. Em determinadas situações, no entanto, o cliente poderá se sentir melhor ao ser atendido por alguém com quem ele possa se identificar. Se você trabalha com roupas para jovens, por exemplo, o cliente será mais atraído por um vendedor que se vista como ele e tenha uma abordagem mais descontraída. Portanto, observe sua equipe e faça as devidas adaptações para não ter sua loja vazia.

Há inúmeras maneiras de evitar que a sua loja fique vazia. Além de todos os recursos citados neste post, há uma outra estratégia que você deve começar a adotar já: o marketing de experiência. Saiba mais!

MC_CTA_eBook_GuiaClientesVendas

Você vai se interessar também

O que muda com a chegada da Quod, o novo cadastro positivo dos bancos

Você já ouviu falar da Quod, o novo bureau de crédito do Brasil? A Quod é uma empresa controlada pelos cinco maiores bancos ...
5 min de leitura | 18/06/2019
como evitar calotes de clientes

8 dicas para evitar calotes de clientes

O calote é uma ameaça constante para quem vende à prestação. Portanto, se você trabalha com vendas parceladas precisa ...
4 min de leitura | 13/06/2019
risco de crédito no varejo

Risco de crédito no varejo: uma visão estratégica para lojas com crediário próprio

Já falei aqui no blog sobre como fazer gestão de risco de crédito em lojas que trabalham com crediário próprio. Trata-se ...
7 min de leitura | 11/06/2019

Como fazer boas vendas e movimentar a loja vazia

Receba as novidades por e-mail

Em tempos de crise, é cada vez mais comum vermos o pior pesadelo do empresário do comércio tornar-se realidade: a loja vazia, sem clientes e, naturalmente, com um baixo desempenho nas vendas. Outra situação que acontece com frequência é o cliente entrar na loja e, sem qualquer motivo, sair sem comprar nada.

Essa é uma situação que deve ser analisada mais a fundo. Se o cliente entra numa loja vazia e acaba saindo sem levar qualquer coisa, certamente a responsabilidade está mais sobre quem está atendendo do que propriamente sobre o consumidor.

Um cliente que sai de mãos vazias possivelmente não estava apenas observando os produtos: alguma coisa ele estava querendo e, por algum motivo, não se sentiu convencido a decidir pela compra.

Sempre que você vê um cliente entrar numa loja vazia e sair de mãos abanando, procurando o concorrente, é preciso estar alerta. Deixar de fechar uma venda é algo relativamente normal. No entanto, quando isso se torna um fato recorrente, é preciso ter atenção e fazer o necessário para atrair mais clientes e encantá-los de alguma forma.

Quando houver um caso desse tipo, é preciso enfrentar o problema. Você deve pensar que seu ponto de venda é sua forma de sobreviver e, se o cliente entra na loja vazia e sai com as mãos vazias, é necessário analisar o que está acontecendo.

Pense bem: se você perde uma venda por qualquer motivo, esse motivo deve ser sanado, já que interfere nos lucros no final do mês, por menor que seja a venda. Tenah em mete que uma oportunidade de venda perdida multiplicada por todos os dias do ano pode gerar problemas de grandes proporções para seu resultado.

Acompanhe conosco algumas recomendações para não deixar sua loja vazia e fazer com que seus clientes saiam satisfeitos do seu estabelecimento:

1. Selecione bem os produtos para a vitrine

A vitrine é o principal chamariz para sua loja. Portanto, a seleção e a organização dos produtos expostos deve ser seu primeiro cuidado. Se você colocar muitos produtos em exposição, o cliente terá dificuldades em fazer uma apreciação e, em muitos casos, o simples fato de não ser atraído pela vitrine deixará sua loja vazia.

2. Faça uma seleção de produtos diferentes

Para atrair o cliente e não deixar sua loja vazia, o mais recomendado é fazer uma seleção de produtos que inclua desde os lançamentos até aqueles com valores mais acessíveis. Dessa maneira você vai atrair clientes de todos os níveis, que se sentirão confiantes para conhecer o que você tem a oferecer, superando a ideia de que não encontrarão o que procuram.

3. Customize sua loja

Não apenas na vitrine, mas também no interior da loja, procure mostrar ao cliente formas de utilizar o produto que você está vendendo. Use elementos para montar uma cenografia, tanto na vitrine quanto nos locais internos de exposição, fazendo com que o cliente se veja num ambiente onde poderá utilizar aquilo que está sendo oferecido.

4. Use a sonorização para atrair clientes

Grande parte das lojas utiliza o som ambiente para criar estímulos auditivos para seus clientes. Se você trabalha, por exemplo, com roupas para bebês, deve montar o seu ambiente de acordo com esse tipo de produto e seu potencial público comprador, com músicas que possam atrair as mamães. Se você trabalha com produtos do setor agropecuário, use sons da natureza. Faça com que seus clientes associem sua marca com aquilo que seu negócio está oferecendo. Automaticamente, ele irá fazer a associação de sua loja com o som que está ouvindo ou com as cores que está vendo.

5. Invista em mensagens olfativas

Nessa mesma linha de ambientação, para não ter sua loja vazia, faça como muitos varejistas estão fazendo para atrair clientes: explore as sensações olfativas. Nossos sentidos são mais poderosos do que pensamos e, se você usar o aroma certo, terá automaticamente a atenção do cliente. Utilizar na loja um perfume que possa lembrar seus produtos é uma forma de promover vendas e associar sua marca a um determinado cheiro.

6. Adapte o estilo dos vendedores ao seu tipo de negócio

Existem lojas que exigem uniforme de seus vendedores, tornando-os uma parte do ambiente. Em determinadas situações, no entanto, o cliente poderá se sentir melhor ao ser atendido por alguém com quem ele possa se identificar. Se você trabalha com roupas para jovens, por exemplo, o cliente será mais atraído por um vendedor que se vista como ele e tenha uma abordagem mais descontraída. Portanto, observe sua equipe e faça as devidas adaptações para não ter sua loja vazia.

Há inúmeras maneiras de evitar que a sua loja fique vazia. Além de todos os recursos citados neste post, há uma outra estratégia que você deve começar a adotar já: o marketing de experiência. Saiba mais!

MC_CTA_eBook_GuiaClientesVendas

Você vai se interessar também

O que muda com a chegada da Quod, o novo cadastro positivo dos bancos

Você já ouviu falar da Quod, o novo bureau de crédito do Brasil? A Quod é uma empresa controlada pelos cinco maiores bancos ...
5 min de leitura | 18/06/2019
como evitar calotes de clientes

8 dicas para evitar calotes de clientes

O calote é uma ameaça constante para quem vende à prestação. Portanto, se você trabalha com vendas parceladas precisa ...
4 min de leitura | 13/06/2019
risco de crédito no varejo

Risco de crédito no varejo: uma visão estratégica para lojas com crediário próprio

Já falei aqui no blog sobre como fazer gestão de risco de crédito em lojas que trabalham com crediário próprio. Trata-se ...
7 min de leitura | 11/06/2019

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!