Carta de cobrança ou telefone: o que é melhor para cobrar inadimplentes?

O risco de inadimplência é algo que todo lojista que trabalha com crediário próprio precisa saber como lidar.

No fim das contas, é justamente uma inadimplência controlada que vai permitir que a sua loja ganhe mais vendendo no carnê.

Falando assim até parece papo de maluco, não é? Então vou tentar explicar em outras palavras:

A melhor forma de rentabilizar o crediário de uma loja é com a cobrança de juros e multa sobre os pagamentos em atraso.   

Mas tem um pequeno detalhe: o cliente pode atrasar, mas não pode deixar de pagar!

E para garantir que isso aconteça, você precisa escolher muito bem as ferramentas que a sua loja vai usar para cobrar inadimplentes.

Nessa hora, o que funciona melhor? Carta de cobrança ou telefone?

Neste artigo vou explicar como funcionam esses dois modelos de cobrança, destacando suas vantagens e desvantagens para que você possa escolher como e quando utilizá-los na sua loja.

Vamos lá?

Como funciona a cobrança por telefone

Na cobrança por telefone, o método mais utilizado pelos lojistas é a ligação presencial. Uma atendente consulta o número do cliente no cadastro e liga para informá-lo que há um débito em aberto com a loja.

Dependendo do porte da sua loja, você vai precisar de funcionários que dediquem parte do seu tempo (senão todo) à tarefa de ligar para os devedores. Se a taxa de inadimplência for grande, isso pode implicar em um alto custo com ligações e mão-de-obra.

Em compensação, o fato de estar falando em tempo real com o devedor pode melhorar as chances de recuperar o crédito. Mas isso vai depender principalmente das técnicas de cobrança utilizadas pelos atendentes.

É preciso informar com clareza quais são os débitos e saber negociar prazos e condições para estimular o cliente a retornar à loja para fazer o pagamento. Sem nunca intimidar o devedor, a conversa deve ser séria e destacar as desvantagens que podem surgir com a possibilidade de negativação do CPF.

Mais recentemente, o avanço das telecomunicações possibilitou uma outra utilização do telefone como ferramenta de cobrança: as mensagens de texto.

Muitos lojistas, antes de fazer uma ligação presencial, preferem programar o envio automático de uma ou duas mensagens por SMS ou mesmo cobrar pelo WhatsApp antes de conversar por telefone.

Neste artigo, eu falo com mais detalhes sobre como fazer cobrança por telefone.

Como funciona a cobrança por carta

A carta de cobrança é uma ferramenta muito eficaz para acionar clientes inadimplentes. Ela funciona como uma espécie de “aviso” do comerciante para o cliente, alertando sobre o atraso no pagamento.

Já falei sobre como fazer uma carta de cobrança extrajudicial aqui no blog, então agora quero destacar apenas alguns aspectos dessa modalidade de cobrança.

Diferente da ligação, a carta confere uma certa formalidade ao processo de cobrança. Por ser um documento físico, ela pode servir como comprovação para uma futura negativação do cliente inadimplente.

Apesar de não ser tão pessoal quanto o telefone, a cobrança carta apresenta um excelente índice de sucesso: em média, 40% das pessoas que recebem uma carta de cobrança pagam suas dívidas.

Da mesma forma que o telefone, a tecnologia também está mudando a forma como se faz cobrança por escrito. Por questões de custo, é cada vez maior o número de lojistas que prefere primeiro fazer uma ou duas tentativas de cobrança por e-mail antes de enviar uma carta.

Em ambos os casos, contar com a ajuda de um sistema especializado em crédito e cobrança é fundamental para organizar o envio de e-mails ou mensagens de texto de forma padronizada e automática.

Mas o que é melhor: carta de cobrança ou telefone?

Não há uma fórmula pronta para dizer qual é o modelo de cobrança mais adequado para o seu negócio. Tudo vai depender do perfil do seu público, do volume das suas vendas e do quanto você pode investir nessa área.

A princípio, a carta de cobrança concede mais segurança jurídica e tem o potencial de aumentar o índice de quitação de débitos.

Mas utilizar o telefone é mais ágil, permite negociar com o devedor e gera uma resposta imediata. Sem contar com as possibilidades de fazer primeiro a cobrança por SMS ou WhatsApp.

Por isso, o melhor a fazer é testar e ver o que funciona melhor de acordo com as necessidades da sua loja.

Você só precisa ter em mente uma coisa:

O seu negócio é vender! E não escrever cartas ou falar no telefone.

Busque um sistema especializado em cobrança, que lhe permita programar antecipadamente mensagens automáticas e gerar cartas a partir de um modelo padrão. E que sirva também para fornecer informações de apoio aos profissionais que forem fazer a cobrança por telefone.

O Meu Crediário oferece tudo isso e muito mais.

Se você ainda tem dúvidas sobre a melhor ferramenta para cobrar inadimplentes, por que não entra em contato com a gente?

Ligue para 0800 024 8778 e converse com uma de nossas atendentes. Ficaremos muito felizes em ajudá-lo a melhorar a recuperação de crédito na sua loja.

Um abraço e boas vendas!