Vendas em domicílio: como trabalhar com crediário sem medo da inadimplência

Falar sobre vendas em domicílio traz à tona uma série de boas lembranças, que me fazem retornar às minhas raízes no comércio.

Já comentei aqui no blog a respeito do início da minha vida profissional, mas uma coisa que nunca contei foi sobre a relação que os meus pais tiveram com essa modalidade de vendas quando eu era criança.

Lembro muito bem do Passat verde com o porta-malas cheio de roupas, que tanto contribuiu para o sustento da nossa família entre os anos de 1999 e 2003.

Todos os finais de semana meus pais e mais uma amiga pegavam a estrada para visitar clientes em diversas cidades próximas de Rio do Sul (SC).

Sempre gosto de lembrar desta época e é por isso que esse assunto é tão caro para mim.

Aliás, no final deste artigo, vou contar o motivo que levou minha mãe a parar com as vendas a domicílio.

Logo ela, que sempre foi uma entusiasta desse tipo de comércio e costumava me contar sobre as vantagens de vender de porta em porta.  

Quer saber quais são?

As vantagens das vendas em domicílio

A venda em domicílio oferece produtos e serviços diretamente ao consumidor, sem que o vendedor precise ter ponto comercial ou estabelecimento fixo.

Trata-se de um sistema de vendas porta a porta, feito de pessoa a pessoa e divulgado por meio do famoso “boca a boca”.

(Pelo menos era assim até inventarem as redes sociais) 😉

Hoje no Brasil existem mais de 4 milhões profissionais autônomos que trabalham com vendas diretas, a maior parte deles em busca de fontes alternativas de renda.

Para esses empreendedores, as principais vantagens são:

1. Flexibilidade na gestão

Como trabalham por conta própria, os vendedores autônomos podem fazer seus próprios horários e faturar conforme sua dedicação ao negócio. O rendimento é proporcional ao esforço.

Além de não ter praça fixa, você não fica limitado a uma região específica da cidade. É possível vender até em outros municípios. 

Hoje em dia, o fato da maioria das empresas de vendas diretas não exigir exclusividade dos seus consultores amplia ainda mais o leque de possibilidades para atuar na área.

Muita gente trabalha como representante de vendas apenas parte do tempo, como uma renda complementar, enquanto mantém um emprego fixo ou outra atividade principal.

Outros investem mais tempo e dedicação, atuando 100% do tempo como vendedores autônomos, muitas vezes representando mais de uma marca.

2. Atendimento personalizado

Além da flexibilidade para o empreendedor, as vendas em domicílio também oferecem vantagens para o cliente.

A principal delas é o atendimento personalizado na hora da compra.

Toda atenção do vendedor está voltada apenas para uma pessoa, ou no máximo para um pequeno grupo de amigas ou colegas de trabalho.

Esta característica, se devidamente trabalhada, pode ser o diferencial para conquistar cada vez mais clientes.

Afinal, por que você acha que essa atividade é chamada de “venda direta”?

Exatamente por proporcionar um contato direto com o consumidor!

Ao estabelecer um vínculo com o cliente, indo até sua casa ou local de trabalho, você consegue criar mais do que uma relação puramente econômica.

É um nível de atendimento personalizado que simplesmente não existe no varejo tradicional.

Talvez esta seja a principal vantagem da venda em domicílio e o fator responsável por impulsionar o crescimento dessa atividade, que já movimenta mais de R$ 45 bilhões por ano no Brasil.

3. Operação com custo reduzido

Outra vantagem da venda em domicílio é o baixo investimento inicial para montar uma estrutura de vendas.

Basta uma pessoa organizada e motivada para dar conta do recado!

Isso faz muita gente perceber que às vezes compensa mais fazer as vendas na casa do clientes do que manter uma loja.

Em primeiro lugar, você não precisa pagar o aluguel de um ponto comercial.

Para divulgar seus produtos basta ter uma boa rede de contatos e usar os meios certos para fazer chegar até eles lançamentos e novidades constantes.  

E, se isso antes era feito via “boca a boca” entre amigas, agora a internet se apresenta como o melhor meio para amplificar o alcance desse tipo de negócio.

As redes sociais são a vitrine preferida para os milhões de vendedores autônomos espalhados pelo país.

Seja no Facebook, no Instagram ou mesmo pelo WhatsApp, é cada vez maior o número de empreendedores estão criando suas “lojas” virtuais com atendimento personalizado e atendimento em domicílio.

Então por que minha família parou de vender em domicílio?

Conforme expus acima, as vendas em domicílio apresentam uma série de vantagens que podem ser exploradas com sucesso pelo empreendedor.

Acontece que, da mesma forma que as lojas, os vendedores autônomos também precisam trabalhar com o parcelamento para poder aumentar seu público e seu volume de vendas.

E quando você passa a vender a prazo, não demora muito para começarem os problemas com a inadimplência do consumidor.

De nada adianta ter uma operação com custos reduzidos, flexibilidade na gestão e um contato direto com o consumidor se você não consegue receber pelas vendas!

Foi exatamente isso o que aconteceu com os meus pais.

Quando eles perceberam que tinham perdido o controle da inadimplência, só lhes restou abandonar o negócio para não terem um prejuízo ainda maior.

O modelo de vendas, a princípio, parecia fazer sentido:

1. Vendiam à vista ou em até 1+2x

2. Iam mensalmente até a casa dos clientes para receber

3. Aproveitavam a visita para vender mais produtos

4. Quando não recebiam, não permitiam novas compras

O que eles não contavam, ao retornar para receber no mês seguinte, é que muitos clientes não estavam em casa ou tinham “esquecido” do dia de pagamento.

Você sabe bem como isso acaba, não é?

Aqui você pode ouvir um pouco dessa experiência narrada pela minha mãe, Dona Roselene Bagatoli:

O desafio do crediário nas vendas em domicílio

Como você ouviu no áudio, a principal dificuldade de oferecer crediário como vendedor autônomo era garantir o pagamento das prestações na data combinada.

Isso acabou desestabilizando toda a estratégia de cobrança dos meus pais.

Ao invés de passar na casa do cliente apenas uma vez por mês, eles tinham que voltar diversas vezes até encontrar alguém em casa.

Como a maioria das vendas eram feitas em outras cidades da região, acabava-se gastando tempo e dinheiro com clientes inadimplentes.

Foi demais para eles, que tinham emprego fixo em Jaraguá do Sul e costumavam viajar aos sábados para vender e (tentar) fazer as cobranças.

O que podemos aprender com a experiência da minha família?

Com base na experiência que tenho hoje, posso dizer que o negócio não deu certo por falta de uma gestão mais cuidadosa dos clientes e de critérios para abrir crediário.

Como a maioria dos clientes eram “conhecidos” dos meus pais, eles confiaram totalmente no compromisso firmado para o pagamento mensal das prestações.

E foi aí que eles se deram mal…

Então, se você vende produtos em domicílio, não cometa o mesmo erro!

Mais vale investir na análise de crédito do que gastar combustível e diversas ligações tentando receber por uma venda mal feita.

Quer saber como fazer isso de forma simples e acessível?

Com aprovação do crediário no momento da compra, mesmo para clientes novos?

Com cobrança automática de devedores?

E tudo isso usando apenas um celular?

Clique na imagem abaixo e seja bem vindo ao futuro das vendas em domicílio!

Você vai se interessar também

clusterização de lojas

Clusterização de lojas: como otimizar a política de crédito em redes varejistas

Você já ouviu falar em clusterização de lojas? Sabe como essa estratégia pode contribuir para o sucesso da sua operação ...
6 min de leitura | 17/01/2020
consultar o CPF

Como consultar o CPF do cliente pode gerar vendas mais seguras?

Para quem vende no crediário, a etapa mais importante de todo o processo é a hora de analisar o crédito do consumidor para ...
8 min de leitura | 14/01/2020
definir limite de crédito

Você ainda usa a renda do cliente para definir limite de crédito? Então leia isso!

Definir limite de crédito para clientes no crediário próprio pode ser mais complexo do que você imagina.  A prática ...
5 min de leitura | 07/01/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!