Quero abrir crediário na minha loja. O que devo fazer?

Você já analisou o mercado e a concorrência, avaliou todos os riscos e previu a necessidade de caixa, estudou a fundo sua carteira de clientes e finalmente tomou a decisão: vai abrir crediário na loja.

Muito bem! 👏

Fico feliz em saber que você compreende as vantagens que esta nova modalidade de pagamento pode trazer para o seu negócio.

Só que agora chegou a hora de colocar em prática todo esse planejamento. 

Abrir crediário pela primeira vez pode ser algo desafiador, mas eu estou aqui para mostrar como é possível ter uma operação lucrativa e segura desde a primeira venda.

Não há segredo. Se você seguir as orientações que compartilho neste artigo, todo o processo de implantação e gestão das vendas no carnê se tornará muito mais simples. 

Mas antes de irmos adiante, quero deixar claro que as dicas a seguir são direcionadas para quem pretende abrir crediário próprio. Na nossa opinião este é o melhor modelo para lojas cujo ticket médio varia entre R$ 100 e R$ 600. 

O seu negócio se encaixa neste perfil?

Então anote aí:

1. Tenha regras claras desde o início

Para segurança de ambas as partes, a concessão de crédito deve sempre se basear em critérios rígidos

Por isso, é preciso estabelecer regras claras desde o início e se certificar que os seus clientes entendam como funciona o seu crediário

Estas regras devem constar no contrato que deve ser assinado pelo consumidor no momento da aprovação do crédito. 

O próprio carnê de pagamento pode servir como contrato, desde que traga as regras do seu crediário impressas.  

2. Invista em divulgação

Não basta abrir crediário e achar que o cliente vai descobrir por conta própria que a sua loja também parcela no carnê.

Aliás, se existe uma pergunta que seus vendedores não devem ouvir nunca do cliente é “vocês parcelam no crediário?”

Todo consumidor que entrar no seu ponto de venda já deve estar ciente de que a loja oferece essa opção de pagamento, inclusive com ofertas especiais

Para que isso aconteça você deve investir em ações para divulgar seu crediário, sempre levando em conta o perfil da sua base de clientes e a localização da loja. 

Analise opções como panfletos, faixas, folders, anúncios na mídia local (rádio, jornal) ou mesmo postagens promocionais em redes sociais. 

Outra estratégia que costuma dar um bom retorno é o envio de mensagens de marketing por SMS para consumidores cadastrados. 

Ah! Não esqueça de usar o próprio ponto de venda para a divulgação, espalhando cartazes pela loja com ofertas e condições especiais no crediário.

3. Preste atenção na concorrência

Se você está começando no crediário, observe com atenção o que os varejistas mais experientes estão fazendo e acompanhe de perto o comportamento dos seus concorrentes que já trabalham com essa modalidade de pagamento. 

Adotaram quais planos de financiamento? Utilizam critérios diferentes para concessão de crédito? O movimento cresceu? 

Ter uma estratégia de benchmarking – ou seja: aprender com as boas práticas da concorrência – pode ser muito útil na hora de fazer ajustes no seu modelo de crediário ou detectar mudanças no comportamento da clientela.

4. Comece com um limite baixo de parcelas

No início da sua operação com crediário próprio procure trabalhar apenas com pagamento em até cinco parcelas

Segundo as estatísticas do mercado, o índice de inadimplência do consumidor costuma ser mais baixo quando o número de prestações é menor. 

Isso sem contar que o retorno do capital investido ocorre mais rapidamente.

Analise com atenção os resultados das vendas nos primeiros meses e sinta como se comporta a sua base de clientes. Só então pense em ampliar limites e liberar mais crédito para os bons pagadores.

5. Aproveite para fidelizar os clientes

Com a gestão correta do crediário próprio você começa a criar novas oportunidades de venda a cada vez que o cliente volta à loja para pagar o carnê. 

Se a pessoa passou todo o período do contrato sem fazer uma nova compra, espere chegar próximo à data de vencimento da última parcela e entre em contato oferecendo a renovação do crédito

Essa é uma forma de recompensar o bom pagador. 

Você também pode criar promoções especiais para quem pagou em dia todas as prestações e com isso reforçar o vínculo já estabelecido com a loja. 

Aproveite todas as chances para fidelizar o cliente!

6. Mantenha a inadimplência sob controle

Quando se trabalha com crediário próprio é preciso acompanhar de perto os índices de inadimplência da loja para não perder o controle das contas a receber. 

Para controlar esses índices, o ideal é que você tenha ferramentas que lhe permitam avaliar o risco de cada cliente no momento da venda, antes de aprovar o crediário.

Nessas horas, a melhor forma de se proteger é com informação e análise

Informação de crédito: proteção básica

Para saber se uma venda é segura ou não, o primeiro nível de informação que você precisa acessar está nos bancos de dados dos principais bureaus de crédito do mercado brasileiro.

Para saber se um cliente está com alguma conta em atraso no comércio, recorra aos serviços de instituições como Serasa, SPC e SCPC para obter informações sobre o cliente.

Análise de crédito: proteção avançada

Se você quer reforçar a segurança do seu crediário e ainda aumentar as vendas para quem realmente pode pagar, é preciso ir além da consulta.

Adotando um sistema especializado em gestão de crediário você tem acesso a uma análise de crédito aprofundada de cada cliente, podendo avaliar o risco de forma mais asseritva. 

O sistema cruza as informações dos serviços de proteção ao crédito com dados estatísticos do mercado e o histórico de compras do consumidor (valores de crediários em andamento, número de parcelas a vencer, nível de comprometimento do salário etc). 

Quer mais dicas sobre como abrir crediário no seu negócio? 

Assista o vídeo a seguir e assine nosso canal no YouTube!

Um grande abraço e até a próxima!

Você vai se interessar também

Gestão de custos

Como melhorar a gestão de custos no varejo com a tecnologia de análise de crédito

Reduzir custos é um dos principais desafios enfrentados por quem trabalha com comércio varejista, seja qual for seu segmento ...
4 min de leitura | 18/07/2019
inteligência de dados no varejo

Inteligência de dados no varejo: usando a tecnologia para vender mais e melhor

Não sei se você já percebeu (espero que sim), mas a chegada da inteligência de dados no varejo é um movimento que não tem ...
3 min de leitura | 16/07/2019
cadastro positivo

O que é cadastro positivo e como ele pode ajudar sua loja a vender melhor

Apesar de ter sido criado por uma lei de 2011 e estar em vigor desde 2013, o cadastro positivo nunca esteve tão em evidência ...
5 min de leitura | 09/07/2019

3 comentários em “Quero abrir crediário na minha loja. O que devo fazer?

  1. Pingback: Como seria sua loja sem crediário próprio? | Meu Crediário

  2. Pingback: 12 maneiras de fidelizar seu cliente | Meu Crediário

  3. Pingback: Como abrir uma loja. Confira 3 passos certeiros! | Meu Crediário

Comentários estão fechados.

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!