Os tipos de pagamento essenciais para vender mais em sua loja

Oferecer produtos de qualidade, atendimento exemplar e um ambiente agradável é o mínimo que sua loja precisa fazer para conquistar clientes e vender mais.

Mas há outro aspecto igualmente importante para quem deseja ter sucesso no varejo: os tipos de pagamento disponíveis ao consumidor.

Saiba que o simples fato de oferecer opções de escolha na hora de pagar já é capaz de influenciar positivamente os resultados da loja.

Mas será que é preciso aceitar TODOS os tipos de pagamento disponíveis no mercado?

Lembre-se que cada nova opção oferecida pela loja vai demandar diferentes medidas de controle e gestão por parte do lojista.

Por isso, tenha cuidado para não sobrecarregar a parte administrativa e financeira do negócio. O ideal é promover apenas os meios de pagamento mais rentáveis e seguros.

Para que você possa tomar uma decisão estratégica, confira nossa lista com os tipos de pagamento essenciais para cada negócio.

Dinheiro

O pagamento em dinheiro é a forma mais simples de receber por uma venda à vista. Você entrega o produto e recebe o dinheiro. Falando assim, parece ser a forma mais vantajosa de vender. Pra que complicar?

Acontece que receber em dinheiro nem sempre é vantagem.

Principalmente no caso de lojas de rua, é melhor não ter muito dinheiro vivo no caixa para evitar o risco de assaltos.

Além disso, ao priorizar o pagamento à vista, você perde a oportunidade de fidelizar clientes e gerar vendas recorrentes através das vendas parceladas.

Cartão de débito

Uma outra forma de pagamento à vista é o cartão de débito, uma ferramenta que tem se tornado cada vez mais comum no varejo brasileiro.

Trata-se de uma modalidade de pagamento eletrônico, que permite transferir o valor de uma compra diretamente da conta do cliente para a conta da loja.

Por ser considerado mais seguro tanto por consumidores quanto por lojistas, o uso do débito vem diminuindo os pagamentos em dinheiro vivo no comércio.

Mas o cartão de débito também traz algumas desvantagens para o lojista: é preciso pagar taxas para a operadora do cartão e alugar ou comprar as “maquininhas”. Além de não gerar nenhum vínculo do cliente com a loja.  

Cartão de crédito

Opção preferida pelo consumidor entre os tipos de pagamento a prazo, o cartão de crédito tornou-se um desafio para a gestão de pequenos e médios varejistas. Isso por que o crédito em conta só é repassado pela operadora 30 dias depois da venda.

O dono do cartão recebe em casa a fatura para pagamento e pode escolher pagar o valor total, somente o mínimo ou algum valor intermediário. E como a fatura é paga no banco ele não precisa mais voltar à loja para pagar cada parcela.

Para utilizar esse modelo também é preciso pagar taxas para a operadora do cartão (maiores do que no caso do débito) e ter uma infraestrutura adequada, com equipamentos fixos ou móveis (POS ou TEF) integrados a emissores de cupom fiscal.

Crediário

Saber como funciona o crediário é fundamental para todo lojista que busca ampliar seu público, vender mais e estreitar o relacionamento com o cliente.

Trata-se de uma forma de pagamento muito tradicional no comércio brasileiro, baseada na concessão de crédito direto ao consumidor. Só que hoje o crediário evoluiu e não há mais lugar para o amadorismo das antigas fichinhas e cadernetas de fiado.

Para o cliente final, o crediário é uma modalidade que permite o conforto dos carnês com pagamentos mensais mediante a aprovação do crédito.

Para você, lojista, é a possibilidade de obter liquidez e receber visitas do cliente continuamente, gerando constantementes novas oportunidades de venda.

Além disso, ao trabalhar com o carnê é possível criar um histórico de pagamentos de cada cliente e passa a perceber hábitos de consumo que permitem promover lançamentos e divulgar promoções para as pessoas certas.

Atualmente, a tecnologia tem sido uma grande aliada na expansão desta modalidade de pagamento no varejo brasileiro. Sistemas baseados na web oferecem soluções especializadas na gestão de crediário, incluindo cadastro de clientes, análise de crédito e cobrança automática.

Escolhendo os tipos de pagamento ideais

Agora que você já conhece as vantagens e desvantagens dos tipos de pagamento mais comuns no varejo, consulte seus clientes para verificar quais deles eles preferem usar.

Mais importante que oferecer TODAS as opções de pagamento é oferecer aquelas mais indicadas para o seu perfil de cliente e o ticket médio do seu negócio.

Outro aspecto importante é adotar práticas simples de gerir no dia a dia, permitindo liquidez e segurança para a sua loja.

Nós apostamos forte no crediário. E você?

Quer saber mais sobre gestão de meios de pagamento? Registre-se aqui e receba mais informações!

 

MC_CTA_eBook_GuiaClientesVendas