Cinco desafios para vendedores autônomos que trabalham com crediário

Hoje em dia, cada vez mais pessoas estão optando por trabalhar como vendedores autônomos, comercializando produtos diretamente na casa ou no ambiente de trabalho dos clientes.

Seja atuando como representantes comerciais no sistema de venda direta ou revendendo produtos por conta própria, estes vendedores precisam oferecer opções de parcelamento ao consumidor para poder vender mais e ampliar seus ganhos.

E não é só isso.

Eles precisam encontrar maneiras de vender a prazo garantindo a segurança financeira do seu negócio.

Mas abrir crediário nem sempre é uma tarefa fácil para vendedores autônomos. Afinal, estes profissionais muitas vezes trabalham sozinhos e não têm como dar conta de todos os aspectos necessários para manter uma operação própria de vendas a prazo.

Vou listar a seguir os principais desafios citados pelos vendedores autônomos que entram em contato conosco buscando uma solução automatizada para vender parcelado:    

1. Garantir vendas seguras para novos clientes

Normalmente, quem atua como vendedor autônomo começa vendendo para conhecidos e a partir daí conseguem acesso a outras pessoas e ambientes, como clubes, salões de beleza e até mesmo a algumas empresas.

Nesses ambientes é possível buscar novas oportunidades de venda e ampliar consideravelmente a carteira de clientes.

Mas nessa hora surge uma questão:

Como o cliente está na empresa e é “amigo de um amigo”, muitos vendedores esquecem da segurança e acabam não solicitando nenhuma documentação. E aí, se um dia aquela pessoa sair da empresa, lá se vai a chance de cobrar a dívida!

Não importa qual seja a referência ou o local de trabalho do cliente, nunca deixe de pedir todos os dados e garantias necessárias para poder fazer a cobrança mais tarde!

2. Negativar clientes inadimplentes

Outra grande dificuldade dos vendedores autônomos é informar para o comércio local e inclusive para outros vendedores que um cliente deve pra ele.

Compartilhar esse tipo de informação é muito importante para aumentar o conhecimento do mercado de crédito sobre aquele cliente. Com isso, você ajuda a aumentar a qualidade das consultas aos bancos de dados de inadimplentes.

O problema aqui é que a grande maioria dos vendedores autônomos e representantes comerciais não têm vínculo ao SPC. Com isso, ficam impossibilitados de negativar o cliente e perdem um importante argumento que poderia ser utilizado em uma situação de cobrança.

3. Defender-se contra golpistas

Uma pessoa mal intencionada que decide dar um golpe em um vendedor autônomo nem sempre fica em débito já na primeira compra.

Muitas vezes ela se torna cliente comprando pouco e pagando tudo direitinho. Mais adiante, quando a confiança já foi adquirida, é que vem o golpe!

Normalmente, depois dessas pequenas compras, o golpista resolve fazer uma nova compra em um valor bem maior. Isso normalmente deixa o vendedor deslumbrado com a comissão que poderá ganhar. Afinal, é disso que ele sobrevive.

Nessas horas, como ele acredita que já conhece bem o cliente, a liberação do crédito é rápida e fácil.

O arrependimento vem depois, quando o cliente se torna inadimplente e o prejuízo é certo.

4. Captar mais clientes

Além da boa e velha propaganda boca-a-boca, outro recurso de captação de clientes que tem se tornado muito popular entre vendedores autônomos são as redes sociais.

A cada dia surgem centenas de novas “lojas” comandadas por profissionais autônomos que usam o Instagram e o Facebook para ganhar mercado e captar novos clientes.

O uso dessas ferramentas tem se tornado fundamental para quem quer crescer e se manter em evidência.

Contudo, há um erro muito comum que eu vejo acontecer na maioria dos perfis de vendedores autônomos: anunciar os produtos somente com a opção de pagamento a vista!

Saiba que isso limita muito a possibilidade de captação de novos clientes.

Contudo, mesmo sabendo que vender parcelado atrai mais compradores, muitos empreendedores têm medo de abrir demais seu crediário e acabar tendo prejuízo com a inadimplência.

Mas isso só acontece com quem não faz análise de crédito antes de vender no crediário!

5. Obter uma renda mais estável

Por fim, muitos vendedores autônomos nos procuram em busca de um sistema para organizar seu crediário como uma forma de garantir uma estabilidade maior para o seu negócio.

Por que uma coisa é vender a prazo de forma amadora, como se fosse um “fiado” só para conhecidos. Outra coisa é vender com uma ferramenta capaz de fazer análise de crédito no momento da compra e programar ações de cobrança automatizada.

Pensando na dependência de comissão, um autônomo que trabalha com uma operação de crediário bem organizada pode manter uma estabilidade na sua renda, programando os recebíveis futuros com mais segurança.

Vendedores autônomos e crediário: uma história de sucesso!

Agora você já conhece os principais desafios dos vendedores autônomos que buscam melhores resultados com as vendas parceladas.

Tenho certeza até que você se identificou com muitas das situações citadas acima.

E se eu te dissesse que é possível superar esses desafios de forma prática e barata, resolvendo tudo em uma plataforma de gestão acessível pelo celular?

Essa plataforma chama-se Meu Crediário e vem auxiliando diversos empreendedores em todo o Brasil a profissionalizar suas operações de vendas em domicílio.

Quer conhecer um deles?

Então confira a história da Josiane dos Santos. Ela é proprietária da Joli Parfum, perfil no Instagram que serve como catálogo virtual para os perfumes importados que ela vende direto na casa ou no trabalho das suas clientes.

Neste artigo (com vídeo) ela conta como encontrou no nosso sistema a solução para trabalhar com segurança as vendas a prazo de forma autônoma.

Se você trabalha de forma semelhante, vale conferir a experiência da Josi. Aposto que você vai se identificar!

Você vai se interessar também

crediário recuperação varejo pandemia covid-19 coronavírus

Varejo após a pandemia: o papel do crediário próprio na retomada das vendas

Muitos lojistas estão preocupados para saber o próximo episódio da crise instaurada no varejo brasileiro por conta da pandemia ...
2 min de leitura | 30/03/2020
impacto do coronavirus no comércio crediario

Coronavírus no comércio: como reduzir o impacto no seu crediário?

O isolamento social imposto pela pandemia de coronavírus está causando um enorme impacto no comércio, com lojas fechando e ...
5 min de leitura | 20/03/2020
como economizar na consulta ao SPC

Como (não) economizar na consulta ao SPC

Gerenciar recursos e cortar desperdícios são atitudes importantíssimas para qualquer rede varejista.  Mas é preciso ...
8 min de leitura | 12/03/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!