Crédito para desbancarizados: uma oportunidade para expandir suas vendas no crediário

Recentemente, vi uma reportagem na TV dizendo que as pessoas sem conta bancária movimentam R$ 817 bilhões anualmente no Brasil.

É realmente uma quantia considerável! 

Todas essas pessoas possuem necessidades de consumo que muitas vezes não podem ser supridas apenas com o pagamento à vista.

E sem acesso aos serviços bancários, onde você acha que os chamados “desbancarizados” conseguem crédito?

Isso mesmo, no varejo!

É ao crediário das lojas que esse público recorre para poder parcelar o pagamento de um calçado, um vestido, um móvel ou um eletrodoméstico.

Muitos lojistas ignoram esse perfil de consumidor, achando que ele representa um risco maior de inadimplência simplesmente por não ter conta em banco. 

Na verdade, se você tomar todas as precauções necessárias, conceder crédito para desbancarizados pode ser mais seguro (e mais lucrativo) do que vender no crediário para quem tem três cartões de crédito, por exemplo. 

Continue a leitura que eu vou te explicar melhor por que isso acontece.

Brasileiros sem conta em banco já são 45 milhões

Foi nesta reportagem do telejornal Bom Dia Brasil que vi números muito expressivos sobre a quantidade de consumidores desbancarizados no país: 

Segundo o telejornal, temos no mercado brasileiro 45 milhões de pessoas sem conta em banco ou que não movimentam sua conta há mais de seis meses. 

Particularmente, acredito que esse número seja ainda maior.

Afinal, quantos consumidores realmente utilizam suas contas para comprar algo no varejo?

Muitos possuem movimentação apenas para financiamento habitacional ou conta salário (sacam integralmente o dinheiro assim que recebem).

Mas, como disse, trata-se de uma opinião bem particular e sem base em números.

Não deixe de conceder crédito para desbancarizados

De acordo com os dados expostos na reportagem, 86% dos consumidores desbancarizados são das classes C, D e E.

Se este público não tem acesso a crédito nos bancos, como você acha que ele faz para comprar a roupa para os filhos, o tênis de aniversário da esposa ou aquele óculos novo para o maridão? 

Ele “empresta” direto na loja

E o canal ideal para isso é nada mais, nada menos que o bom e velho crediário.

É como ouvi de um empresário certa vez:

O crediário próprio nada tem de “sexy” ou de inovador, mas “funciona que é uma beleza”!

Tudo vai depender de você conhecer bem o público-alvo da loja e adaptar seus produtos, preços e condições de pagamentos ao perfil do seu cliente.

Adote um modelo de parcelamento compatível com este público 

Acredito que o crediário deve passar por uma evolução tecnológica nos próximos anos, que vai mudar radicalmente a forma de vender a prazo no comércio.

Observe bem que eu disse “nos próximos anos”.

E por que não agora?

Dê uma olhada nesta imagem, tirada da reportagem que mencionei anteriormente. Ela fala por si só:

A matéria é de 2019. Mas repare no modelo do celular deste consumidor! ☝️

Ele não vai conseguir usar um crediário digital com apps instalados ou coisa do gênero.

Uma grande parcela do público consumidor das classes C, D e E ainda usa aparelhos mais humildes e com poucos recursos.

Isso pode parecer óbvio. E é mesmo.

Mas vejo muitos varejistas por aí tentando adequar o cliente ao perfil da sua loja, quando na verdade é a loja que precisa se adequar às necessidades do cliente.

Então mantenha foco no que realmente importa. 

Entenda que o desbancarizado é, antes de tudo, um consumidor carente de crédito.

Diversas lojas já sabem disso e aproveitam a oportunidade para faturar com o crediário próprio!

Por isso foque na concessão de crédito e no modelo de gestão do seu crediário.

Seja transparente e direto, sem frescura e sem modismos… nada mais do que o velho e conhecido carnezinho.

Simples assim! 😉

Você vai se interessar também

consultar o CPF

Como consultar o CPF do cliente pode gerar vendas mais seguras?

Para quem vende no crediário, a etapa mais importante de todo o processo é a hora de analisar o crédito do consumidor para ...
8 min de leitura | 14/01/2020
definir limite de crédito

Você ainda usa a renda do cliente para definir limite de crédito? Então leia isso!

Definir limite de crédito para clientes no crediário próprio pode ser mais complexo do que você imagina.  A prática ...
5 min de leitura | 07/01/2020

4 ações para motivar sua equipe de vendas no início do ano

Motivar a equipe de vendas no início do ano e vender bem durante as férias de verão não é tarefa fácil. Afinal de contas, ...
6 min de leitura | 02/01/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!