Crediário com excelência: Realidade ou mito?

Abrir um crediário pode parecer coisa simples: Analisar alguns documentos, consultar SPC, SCPC ou Serasa e ao final do processo informar o cliente da possibilidade de compra ou não.

Fazer isso manualmente com informações subjetivas, bem aí já não é algo tão fácil assim. Uma coisa é certa, sua loja pode ter um crediário que lhe traga lucro, aumento de vendas, fidelização de clientes e tudo isso a baixo custo.

Como? Se entregue a tecnologia!

Primeira barreira é: Pare de achar que o modelo que você ganhou dinheiro antigamente vai continuar funcionando da mesma forma hoje. Os tempos mudaram, o relacionamento com o cliente mudou e mais, as pessoas também mudaram.

Vender para alguém que você conhece “achando” que é seu amigo ou conhecido do seu amigo e vai pagar é passado. Hoje qualquer empresa que se prese possui algum modelo de análise de crédito e política de vendas definida.

O que você precisa fazer para vender bem e com menos risco no crediário?

Comece utilizando uma ferramenta de gestão e análise própria para vendas no crediário. Isso significa classificar suas vendas de acordo com perfil de risco do cliente:

foto-1

Modelo de perfil de risco utilizado no sistema Meu Crediário.

Em seguida, pare de vender para seus amigos apenas por serem amigos, deixe que a tecnologia tome a decisão por você.

Veja um exemplo de análise de risco para uma venda no carnê:

foto-2

Veja que de acordo com o perfil deste cliente e a quantidade de parcelas, o sistema analise o perfil do cliente de forma diferente. A ideia é correr o menor risco possível, evitando assim fazer vendas para perfil de clientes que estejam nas letras:

letrad letrae letraf

MC_CTA_eBook_AnaliseCredito

Você vai se interessar também

O que muda com a chegada da Quod, o novo cadastro positivo dos bancos

Você já ouviu falar da Quod, o novo bureau de crédito do Brasil? A Quod é uma empresa controlada pelos cinco maiores bancos ...
5 min de leitura | 18/06/2019
como evitar calotes de clientes

8 dicas para evitar calotes de clientes

O calote é uma ameaça constante para quem vende à prestação. Portanto, se você trabalha com vendas parceladas precisa ...
4 min de leitura | 13/06/2019
risco de crédito no varejo

Risco de crédito no varejo: uma visão estratégica para lojas com crediário próprio

Já falei aqui no blog sobre como fazer gestão de risco de crédito em lojas que trabalham com crediário próprio. Trata-se ...
7 min de leitura | 11/06/2019

Crediário com excelência: Realidade ou mito?

Receba as novidades por e-mail

Abrir um crediário pode parecer coisa simples: Analisar alguns documentos, consultar SPC, SCPC ou Serasa e ao final do processo informar o cliente da possibilidade de compra ou não.

Fazer isso manualmente com informações subjetivas, bem aí já não é algo tão fácil assim. Uma coisa é certa, sua loja pode ter um crediário que lhe traga lucro, aumento de vendas, fidelização de clientes e tudo isso a baixo custo.

Como? Se entregue a tecnologia!

Primeira barreira é: Pare de achar que o modelo que você ganhou dinheiro antigamente vai continuar funcionando da mesma forma hoje. Os tempos mudaram, o relacionamento com o cliente mudou e mais, as pessoas também mudaram.

Vender para alguém que você conhece “achando” que é seu amigo ou conhecido do seu amigo e vai pagar é passado. Hoje qualquer empresa que se prese possui algum modelo de análise de crédito e política de vendas definida.

O que você precisa fazer para vender bem e com menos risco no crediário?

Comece utilizando uma ferramenta de gestão e análise própria para vendas no crediário. Isso significa classificar suas vendas de acordo com perfil de risco do cliente:

foto-1

Modelo de perfil de risco utilizado no sistema Meu Crediário.

Em seguida, pare de vender para seus amigos apenas por serem amigos, deixe que a tecnologia tome a decisão por você.

Veja um exemplo de análise de risco para uma venda no carnê:

foto-2

Veja que de acordo com o perfil deste cliente e a quantidade de parcelas, o sistema analise o perfil do cliente de forma diferente. A ideia é correr o menor risco possível, evitando assim fazer vendas para perfil de clientes que estejam nas letras:

letrad letrae letraf

MC_CTA_eBook_AnaliseCredito

Você vai se interessar também

O que muda com a chegada da Quod, o novo cadastro positivo dos bancos

Você já ouviu falar da Quod, o novo bureau de crédito do Brasil? A Quod é uma empresa controlada pelos cinco maiores bancos ...
5 min de leitura | 18/06/2019
como evitar calotes de clientes

8 dicas para evitar calotes de clientes

O calote é uma ameaça constante para quem vende à prestação. Portanto, se você trabalha com vendas parceladas precisa ...
4 min de leitura | 13/06/2019
risco de crédito no varejo

Risco de crédito no varejo: uma visão estratégica para lojas com crediário próprio

Já falei aqui no blog sobre como fazer gestão de risco de crédito em lojas que trabalham com crediário próprio. Trata-se ...
7 min de leitura | 11/06/2019

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!