Crediário em domicílio: é possível vender no carnê com serviço de delivery?

Trabalhar com vendas em domicílio, levando seus produtos até a casa do cliente, já é uma prática comum para muitas lojas que atuam no ramo de moda, calçados e cosméticos.

Mas desde que começou a crise do coronavírus essa estratégia passou a ser utilizada por um número muito maior de empresas no comércio brasileiro.

O problema surge na hora de viabilizar a forma de pagamento.

Se o lojista já vende no crediário próprio, como fazer para aprovar o crédito do cliente e definir as parcelas no momento da compra?

Lembre-se de que o cliente está em casa, enquanto sua equipe de crediaristas permanece na loja ou na central de crédito da sua rede.

Esse é o principal desafio para quem está começando a trabalhar com crediário e delivery.

Como conectar uma venda, que geralmente é feita via WhatsApp ou pelo Instagram, com a operação de análise de crédito na loja física?

Neste artigo eu vou mostrar como isso pode funcionar no seu negócio, com toda a segurança e de forma 100% automática

Continue lendo!

Conheça o cliente e faça uma análise prévia

Uma dificuldade dos lojistas que vendem em domicílio é avaliar a quantidade de mercadoria que devem deixar na casa do cliente.

O que você faria, por exemplo, se uma pessoa pedisse para levar até a casa dela três camisetas, duas calças e mais um par de tênis?

Somando por cima, daria algo em torno de R$ 700 em produtos.  

Se ela decidir ficar com toda a amostra, como o vendedor vai saber se essa pessoa terá condições de pagar?

Somente se a loja puder avalisar seu perfil de risco com base em informações cadastrais obtidas previamente.  

Sendo assim, quem trabalha com vendas em domicílio deve sempre se preocupar em cadastrar o cliente antes de fechar o pedido. 

Você pode usar o WhatsApp ou as mensagens privadas do Instagram para solicitar todas as informações necessárias e fazer uma análise de crédito prévia.

Aí sim você saberá qual é o valor exato em mercadoria que vale a pena levar como amostra.

No vídeo a seguir eu falo mais sobre essa questão e sobre outras estratégias para você obter os melhores resultados vendendo no crediário com serviço de delivery.

Clique no play e confira!

Use o celular para aprovar o crédito na hora

Imagine que, neste exato momento, seu vendedor está na casa de uma pessoa que decidiu ficar com R$ 350 em produtos

Mas tem um porém: 

Ela pediu para parcelar em três vezes no carnê.

Será que é seguro autorizar o vendedor fechar a venda no crediário sem entrar em contato com a central de crédito da loja? 

Se você tem a ferramenta certa para isso, é seguro sim!

Caso sua loja utilize o sistema Meu Crediário, o vendedor pode acessar nosso aplicativo pelo celular e analisar o cliente em questão de segundos.

Assim que o crédito for aprovado, o sistema envia na hora um SMS para o cliente informando que a venda foi efetuada com sucesso.

Serve mais ou menos como um recibo virtual para o comprador.

Além disso, se for necessário retornar à casa do cliente para receber a parcela no mês seguinte, outro SMS será enviado automaitcamente com todas as informações sobre o pagamento.

A assinatura do cliente é fundamental

Ter um documento assinado pelo cliente, confirmando seu compromisso com as condições de parcelamento, é muito importante para quem vende no crediário com delivery

Mas nesse caso, como a pessoa não está dentro da loja para assinar o carnê, minha sugestão é que você trabalhe com nota promissória.

O vendedor vai até a casa do cliente, faz a venda e preenche uma nota promissória no valor da compra.

Quando ele retorna para a loja, basta lançar o valor da venda no sistema e fazer a impressão do carnê, grampeando junto a promissória assinada pelo comprador.

Assim sua loja terá um amparo legal caso precise negativar o cliente nos órgãos de proteção ao crédito ou então protestar a dívida na justiça.

Não seria mais fácil vender no cartão?

Diante da situação sem precedentes que o comércio vem enfrentando com a pandemia de Covid-19, é importante entender que nem sempre o que parece “mais fácil” é mais vantajoso para a loja.

Apostar no crediário próprio, mesmo vendendo online e entregando na casa do cliente, é uma decisão estratégica para manter suas vendas a médio e longo prazo.

Ao contrário, se você aceita o parcelamento somente com cartão de crédito, sua empresa perde uma grande oportunidade de estreitar o relacionamento com o consumidor. 

Não esqueça que nesse caso toda a informação sobre o cliente é propriedade da operadora do cartão. 🤔

Traga os clientes de volta para a loja

Outro ponto é que, em um momento de crise como o atual, as lojas precisarão cada vez mais criar movimento recorrente nos pontos de venda após a reabertura do comércio

Nessa hora, ter o cliente de crediário todos os meses na loja para pagar a prestação significa uma oportunidade a mais para vender

E mesmo que o carnê já tenha sido quitado, é possível utilizar as informações do cadastro para entrar em contato com ele novamente.  

A propósito, nenhuma operadora de cartão vai liberar esses dados de graça para você! 😉

Por isso incluímos recentemente no sistema Meu Crediário uma tecnologia que permite filtrar os clientes cadastrados de acordo com seu perfil de consumo e enviar mensagens promocionais para trazê-los de volta. 

Por dentro da nossa plataforma você consegue buscar, por exemplo, os clientes de baixo risco (perfis A e B) que estão a mais de três meses sem comprar na loja.

São todos bons pagadores, mas estão com os carnês quitados e não fazem novas compras há algum tempo.

De forma simples e prática, o Meu Crediário permite que você encaminhe mensagens automáticas apenas para esse grupo.

Assim você tem um canal de comunicação com clientes de baixíssimo risco (o “filé mignon” do crediário da sua loja) e pode retomar o contato com eles.

Use a tecnologia para retomar o ciclo de vendas

Para grande parte dos lojistas brasileiros, o movimento ainda não voltou ao normal com a reabertura do comércio após a quarentena. 

Por isso mesmo o delivery e as vendas em domicílio surgem como uma alternativa bastante interessante para ampliar as oportunidades de venda.

Desde, é claro, que sejam tomadas todas as precauções sanitárias para garantir a segurança tanto dos clientes quanto dos vendedores.

O fato é que, com a ajuda da tecnologia de crédito e dos aplicativos de comunicação instantânea é possível retomar o ciclo de vendas sem precisar necessariamente receber os clientes na loja.

Pense nisso!

Você vai se interessar também

Como as vendas a prazo podem te ajudar a manter seus clientes e aumentar as vendas

Independentemente do segmento em que atue, uma loja só consegue se posicionar no mercado competitivo se souber vender os seus ...
4 min de leitura | 01/07/2020
Crediário com delivery

Crediário em domicílio: é possível vender no carnê com serviço de delivery?

Trabalhar com vendas em domicílio, levando seus produtos até a casa do cliente, já é uma prática comum para muitas lojas ...
5 min de leitura | 12/06/2020
tecnologia de crédito para redes de lojas

Tecnologia de crédito: a melhor ferramenta para superar a crise na sua rede de lojas

Desde que o comércio reabriu as portas em grande parte dos municípios brasileiros, muitas redes de lojas têm buscado na tecnologia ...
4 min de leitura | 28/05/2020

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!