Como aumentar o giro do estoque e trazer mais resultados para a loja?

Para quem trabalha no varejo, às vezes comprar pode ser bem mais complicado do que vender. Afinal, você precisa saber escolher o mix certo de produtos para aumentar o giro do estoque e gerar lucratividade para o seu negócio.

Selecionar alguns produtos entre os diversos que são apresentados e ofertados pelos fornecedores é realmente uma tarefa complicada.

É comum compradores se perderem e acabarem encomendando muito além do que a loja consegue vender.

Em algumas situações o fornecedor pode impor regras que dificultam a compra, como um limite mínimo de quantidade ou mesmo a exigência e levar a grade inteira de peças, por exemplo.

Nessas horas, administrar o estoque da loja pode parecer um desafio!

Por isso, certifique-se de que o responsável pelas compras na sua empresa conheça bem as preferências do seu público e as tendências do mercado.

E que, além disso, saiba identificar as melhores oportunidades de negociação com os fornecedores para poder converter o estoque em resultados.

Qual o estoque ideal para minha loja?

Quando falamos em gestão de estoque no varejo, essa é a primeira pergunta que fazemos.

Em geral, lojas com uma boa gestão mantêm em estoque um valor equivalente ao faturamento médio da loja multiplicado por 1,5.

Ou seja:

Para cada R$ 1 mil reais vendidos você mantém um estoque de R$ 1,5 mil em produtos.

Um outro exemplo:

Você vende mensalmente algo próximo a R$ 100 mil. Então deveria manter um inventário de produtos no valor de R$ 150 mil.

Podemos chamar isso de cobertura de estoque.

E o que é giro de estoque?

Giro de estoque é o número de vezes que um produto precisa ser reposto em determinado período (um mês, por exemplo).

Outra forma de medir o giro do estoque é calcular o tempo médio que o produto fica armazenado até que você precise comprar novas unidades.

Controlando essas informações você consegue diferenciar os itens que necessitam de novas compras com mais frequência e aqueles que você deve comprar em menor quantidade.

Como calcular o giro do estoque

Para poder monitorar o giro do estoque na sua loja é fundamental ter informação de qualidade sobre as vendas.

Isso significa registrar todas as entradas e saídas de material, acompanhando o tempo de permanência de cada item no estoque. Assim você pode fazer a conta com base na quantidade de reposições.

O giro de estoque também pode ser calculado medindo a quantidade de vezes em que a reposição é feita em um certo período de tempo.

Se você vende 100 itens em um mês e sobram 10 no estoque, é só dividir a quantidade vendida pelos produtos que sobraram.

Neste exemplo, o cálculo fica assim:

100 itens vendidos / 10 itens em estoque = 10

Isso quer dizer que o estoque da sua loja girou 10 vezes.

Para saber o tempo médio divida a quantidade de dias do período escolhido pela quantidade de giros nesse tempo.

Veja o exemplo, considerando um mês de vendas:

30 dias / 10 giros = 3

Nesse caso, o lojista sabe que seu estoque girou 10 vezes no mês, em média a cada três dias.

Por que o giro do estoque potencializa os resultados

Tem muito lojista por aí que fica feliz em colocar 300% de margem sobre um produto, mesmo vendendo pouco.

Na minha opinião, um varejista deve ficar feliz em vender mais!

De nada adianta uma margem de 300% sobre zero produtos vendidos… o resultado continua sendo zero.

🤷‍♂️

Por isso, às vezes é preciso esquecer um pouco o mark-up e voltar seu dinheiro para oxigenar o mix de produtos da loja.

Lembre-se sempre que estoque velho não atrai clientes.

Mas novidades, sim!

Com uma boa gestão de estoque você consegue manter o capital de giro da loja e proporcionar uma folga no fluxo de caixa para poder trabalhar com crediário próprio.

Este é o primeiro passo para transformar sua loja em uma máquina de vendas!

Estratégias e controle

Se o seu objetivo é aumentar o giro do estoque, aqui estão as quatro principais métricas que você precisa monitorar mensalmente na sua loja:

  • Faturamento
  • Rentabilidade
  • Estoque
  • Resultados

Seja crítico nessa análise, pois muitos lojistas olham para um estoque inchado e vêem isso como algo positivo.

Mas não há nada positivo em ter R$ 1, 2, 3 milhões em produtos armazenados se a sua loja não vende nem perto disso.

A conta é simples:

Vendeu R$ 100.000

Pagou todos os custos e sobraram R$ 10.000

10% de resultado (melhor que muita aplicação no mercado)

Agora coloque o estoque na jogada:

Vendeu R$ 100.000

Mantém R$ 1.000.000 em mercadorias no estoque

Pagou todos os custo e sobraram R$ 10.000

1% de resultado sobre o estoque (isso você ganha na poupança!)

Eis a grande importância de manter o estoque baixo na sua loja!

Afinal, se você mantiver esse dinheiro no caixa poderá financiar o seu cliente a parcelar suas compras no crediário.

As vantagens são muitas.

Além dos ganhos financeiros com a cobrança de multas e juros nessa operação, você ainda tem a oportunidade de fidelizar clientes e gerar novas oportunidades de venda.

O que você está esperando?

Comece agora a adotar estratégias para aumentar o giro do estoque no seu ponto de venda.

E conte conosco para ajudá-lo a vender mais e melhor no crediário.

Um abraço e boas vendas!

Você vai se interessar também

Qual o benefício de ter o Meu Crediário na sua loja

Qual o benefício de ter o Meu Crediário na sua loja

Vender no crediário pode ser muito vantajoso para uma loja. Mas, para isso, é preciso manter organização e garantir segurança ...
4 min de leitura | 11/09/2020
Relatório-de-inadimplência-como-interpretar-os-dados-e-tomar-as-melhores-decisões

Relatório de inadimplência: como interpretar os dados e tomar as melhores decisões

Relatórios e planilhas de acompanhamento de modo geral costumam ser burocráticos e às vezes até difíceis de entender. Mas ...
5 min de leitura | 03/09/2020

Monjuá aumenta as vendas e reduz inadimplência com o Meu Crediário Corporate

Diariamente as redes varejistas procuram controlar a inadimplência, além de buscar soluções eficazes para alavancar as vendas ...
3 min de leitura | 18/08/2020

Um comentário em “Como aumentar o giro do estoque e trazer mais resultados para a loja?

  1. Pingback: Gestão financeira: 6 dicas essenciais para manter as contas da sua loja no azul | Rede Brasil Crediário

Deixe seu comentário sobre o artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!

A inadimplência não te deixa dormir?

Análise de crédito, cobranças automáticas e negativação de inadimplentes, tudo no mesmo sistema, tudo rápido e fácil.
Chega de preocupações!