Como atrair clientes que compram: seis estratégias para usar na sua vitrine

Saber como atrair clientes é um pré-requisito para qualquer empresário que deseja ter sucesso no varejo. Afinal, somente com um bom movimento na loja é possível fechar vendas suficientes para atingir as metas no final do mês.   

Uma das maneiras mais eficientes de trazer clientes para dentro do seu ponto de venda é chamar a atenção das pessoas que passam diariamente na frente da loja.

A vitrine, neste caso, torna-se a ferramenta ideal para se comunicar com os consumidores que estão passeando pela rua ou pelo corredor do shopping.

E, convenhamos, nada atrai tanto a atenção do consumidor quanto uma boa promoção!

Mas isso todo mundo sabe, não é?

É bastante comum no varejo usar a vitrine para anunciar preços promocionais e descontos convidativos. A ideia é mostrar para os clientes que ali eles podem comprar produtos mais baratos que na concorrência.

Só que tem um detalhe importante, que muito lojista ainda esquece:

Não adianta encher a loja de gente que vai embora sem levar nada!

É preciso aprender como atrair clientes que compram.

Por isso, quero compartilhar com você algumas estratégias que você pode implantar AGORA para melhorar a taxa de conversão em vendas da sua vitrine!

Confira:

Como atrair clientes que compram

  1. Coloque na vitrine produtos com boa procura: se a moda agora é a “blusinha X”, é este produto que você precisa evidenciar na vitrine e também dentro da loja.
  2. Exponha os itens com ticket médio maior: se você busca vender um valor médio de R$ 200 a R$ 300 por cliente, é este tipo de produto que precisa colocar na vitrine.
  3. Destaque o valor da parcela na comunicação do preço: isso faz com que o produto pareça acessível ao bolso do consumidor e venda mais fácil, tornando o ticket médio no crediário muito maior do que nas compras à vista.
  4. Busque variedade nos itens expostos: é aqui que você foca no seu público alvo e procura demonstrar um pouco da diversidade de produtos que compõem o seu mix.
  5. Invista na apresentação dos produtos: A vitrine precisa ser muito dinâmica, bem organizada e bonita para que transmita uma imagem de qualidade da sua loja. Para garantir isso, recomendo contratar os serviços de um vitrinista profissional.
  6. Faça um check-up diário: todos os dias é necessário verificar se todas as luzes estão funcionando, produtos com etiquetas e preços fixados e sempre checar se está tudo limpo e arrumado.

Seguindo à risca estas seis dicas, acredito que você conseguirá melhorar o desempenho da sua vitrine e atrair clientes realmente interessados em comprar.

Mas esse assunto não encerra por aqui.

Ainda tenho outras duas questões que considero importantes mencionar para quem busca aumentar o ticket médio da loja:

Quando colocar o produto barato na vitrine?

Se você tem um shorts de verão com preço de R$ 29,90 estampado na vitrine, prepare-se para ter vendas com ticket médio bem mais baixo do que você teria expondo produtos de R$ 200 ou R$ 300.

Contudo, em alguns casos este produto de R$ 29,90 pode ser estratégico para fisgar o cliente e motivá-lo a fazer uma compra de valor maior.

Veja o exemplo dessa oferta:

meu crediario promocao vitrine

Ou então algo assim:

meu crediario promoção vitrine colete

Neste último exemplo, além de dar desconto, a loja garante uma compra mínima de R$ 250 no crediário e ainda faz o cliente voltar nos próximos meses para pagar as prestações.

Legal, né?

👍👍👍👍👍👍👍👍👍👍

Como melhorar o que você não está medindo?

Aí vai a minha última dica sobre como atrair clientes que compram melhorando o desempenho da vitrine:

Monitore SEMPRE os resultados obtidos!

Se você não medir o retorno da sua vitrine de forma concreta, com indicadores como conversão de visitantes em vendas e valor médio por venda, sua loja continuará atraindo aquele tipo de cliente que só entrou para “comprar uma lembrancinha”.

Isso acaba derrubando o ticket médio da loja!

Para evitar que isso aconteça, o melhor a fazer é trabalhar com um sistema especializado em gestão de crediário.

Com a ajuda da tecnologia fica muito mais fácil organizar estes números e tomar decisões baseadas em dados reais sobre o seu negócio.

O sistema Meu Crediário, por exemplo, gera todos os meses um relatório de acompanhamento do ticket médio de todas as lojas da sua rede.

Dessa forma, você consegue perceber a evolução do valor médio vendido em cada unidade e descobrir se as suas estratégias de marketing estão realmente funcionando.

Veja um exemplo na imagem abaixo:

ticket medio por mês no crediário

Além disso, você também consegue monitorar o ticket médio por estação do ano, uma informação muito importante para redes de calçados, confecção, óticas e lojas de departamentos.

Veja só:

ticket medio por estação

E então? Gostou das dicas apresentadas neste artigo?

Se você já aplicou alguma delas no seu negócio, deixe um comentário abaixo contando como foi o resultado. Estamos curiosos para saber como sua loja está evoluindo!

Authored by: Jeison I. Schneider

CEO do Meu Crediário