10 dicas para abertura de crediário durante o Natal

Na minha experiência trabalhando com sistemas de gestão de crediário para o varejo, conheci diversos empresários que aproveitaram esta época do ano para oferecer mais uma opção de pagamento em suas lojas.

Diante disso, você pode me perguntar:

“Mas, Jeison…. investir na abertura de crediário durante o Natal? Bem na época de maior movimento do ano?”

Exatamente!

Se você contar desde o início com um sistema de crediário automatizado, não haverá problema algum em apresentar esta nova forma de pagamento para seus clientes durante um período de vendas aquecidas.

Pelo contrário, você deve é aproveitar o fato do consumidor já ter usado o 13º para recuperar o crédito e estar nas ruas em busca de presentes.

Existe melhor hora para sua loja oferecer a opção de comprar no crediário?

🎅🛍️

Você só precisa tomar cuidado para não exagerar no espírito natalino e sair abrindo crediário “de presente” para todo mundo!  

É preciso ter critérios bem definidos para saber identificar um mau pagador e selecionar apenas bons clientes para vender no carnê.l

Neste artigo, vou falar sobre alguns cuidados que você deve tomar para que essa nova forma de pagamento não se transforme em um pesadelo – e uma herança negativa para o próximo ano!

Confira:

10 dicas para abertura de crediário durante o Natal

1. Capriche na análise de crédito

Seja qual for a época do ano, esta é a regra mais importante a ser seguida se você deseja obter sucesso com o crediário próprio.

Todas as vezes que for fazer uma venda no carnê, analise bem as condições financeiras do cliente e verifique se ele tem capacidade para pagar a dívida que será assumida.

Uma boa análise deve ser feita no momento da compra e não pode demorar muito, principalmente quando você está com a loja cheia.  

2. Tenha um bom cadastro de clientes

Sempre que for abrir crediário para um novo cliente, crie uma ficha completa com seus dados no cadastro da loja.

Entre as informações indispensáveis para fazer uma análise segura estão nome completo, idade, renda, telefone e endereço.

Mantenha esses dados sempre atualizados, de preferência usando um software especializado, pois eles também serão úteis caso você precise entrar em contato mais tarde para fazer alguma ação de cobrança.

3. Faça promoções exclusivas no carnê

Para incentivar o uso do crediário ofereça promoções exclusivas apenas para quem comprar no carnê da loja.

Esse tipo de oferta pode fazer com que o cliente pense duas vezes antes de usar o cartão de crédito, por exemplo.

E para aquecer o movimento no início do ano, que tal oferecer um desconto especial para quem voltar a comprar no crediário nas semanas seguintes ao Natal?

4. Saiba quando não vender no crediário

Tão importante quanto identificar um bom pagador é saber para quem não se deve vender a prazo em hipótese alguma.

Ao receber o resultado da análise de crédito, se você verificar que o cliente tem um perfil de alto risco, deve evitar a todo custo fazer a venda no crediário. Nesse caso, você deve sempre justificar ao cliente o motivo da negativa

Não abra exceções! É preferível manter a mercadoria para oferecer a um cliente com disponibilidade de pagamento e que terá facilidade de recompra em sua loja.

5. Trabalhe com uma entrada no ato da compra

Quando você está começando no crediário e não tem muita segurança se deve ou não vender para determinado cliente, é aconselhável pedir um valor de entrada para minimizar possíveis perdas com a inadimplência.

Caso você tenha um bom sistema de análise de crédito, é possível vender sem entrada até para um cliente que nunca tenha comprado na sua loja.

Mas, sem o apoio da tecnologia, ao vender para clientes novos recomendo pedir pelo menos 50% do valor na hora da compra.

6. Consulte os órgãos de proteção ao crédito

Nunca deixe de consultar o cadastro de inadimplentes de órgãos como SPC Brasil, Serasa ou SCPC quando for aprovar uma venda no crediário.

O valor de uma consulta nestes serviços é relativamente baixo em comparação ao benefício que eles oferecem ao seu negócio.

Com a facilidade de acessar estas informações, não vale a pena correr riscos nem mesmo com clientes mais antigos. Hoje em dia já é possível fazer a consulta automaticamente, sem precisar sair do seu sistema de gestão de crediário.

7. Tome muito cuidado ao aceitar cheques

Mesmo vendendo no crediário, você até pode abrir a possibilidade do cliente pagar suas compras com cheque.

Mas previna-se: dê preferência ao cheque pessoal do cliente, evitando receber cheques de terceiros ou cheques de outras praças.

Outra prática que deve ser evitada é o uso do cheque pré-datado. Afinal, o crediário oferece muito mais vantagens tanto para o cliente quanto para o lojista!

8. Verifique com atenção a identidade do cliente

Uma das principais recomendações para evitar ser vítima de golpes no crediário é solicitar a todo os clientes que apresentem um documento de identificação com foto.

Com o documento em mãos, você poderá comparar as assinaturas e certificar-se se aquela pessoa que está prestes a assumir um financiamento com a sua loja é realmente quem diz ser.

9. Tenha regras bem claras e visíveis na loja

Toda venda no crediário é uma transação de confiança entre sua loja e o consumidor: você divide a compra em prestações mediante o compromisso de pagamento mensal em uma data estipulada.

Por isso mesmo, as regras do seu crediário devem estar bem explicadas em um lugar bem visível no ponto de venda. Em um cartaz bem impresso, informe em detalhes como funciona a liberação de crédito na sua loja.

10. Busque o auxílio da tecnologia

Estude as ferramentas disponíveis no mercado que possam ajudar você a planejar e administrar seu crediário próprio.

Hoje em dia há aplicativos desenvolvidos especialmente para lojas que vendem no carnê, capazes de otimizar os resultados de cada etapa de uma venda a prazo, incluindo o cadastro do cliente, a análise de crédito e a cobrança.

Você só precisa escolher o sistema de crediário mais adequado para o seu perfil de negócio.

 

Bem… chegamos ao fim da nossa lista!

Se você decidiu esperar até o Natal para abrir crediário na sua loja, espero que as dicas que compartilhei ajudem você a tirar o máximo de proveito dessa nova modalidade de pagamento.

Não esqueça:

O crediário deve ser oferecido com responsabilidade para não prejudicar o fluxo de caixa do seu negócio.

Mas fique tranquilo. Se você se planejar bem e utilizar as ferramentas corretas, sua loja só tem a ganhar!

Essas dicas foram úteis? Então baixe nossos materiais educativos e continue expandindo seus negócios a partir de abertura de crediário!

MC_Whitepaper_Inadimplencia_BannerCTA