7 maneiras de fazer do crediário próprio sua principal fonte de faturamento

Reforçar as vendas no crediário é uma alternativa encontrada pelos lojistas brasileiros para enfrentar o cenário de retração no comércio e redução do poder aquisitivo do consumidor.

Em um momento em que as expectativas para uma retomada do consumo continuam baixas, cabe ao varejista buscar estratégias que lhe permitam manter (ou até mesmo aumentar) o faturamento do negócio.

Com menos dinheiro no bolso, o cliente também busca alternativas. Diante dos altos juros e da pouca flexibilidade do cartão de crédito, ele se volta cada vez mais para o tradicional carnezinho para poder viabilizar seus desejos de consumo.

Este aumento na procura pelo crediário pode ser visto nos dados levantados pelo SPC Brasil.

Segundo a entidade, três em cada dez brasileiros usaram o crediário como forma de pagamento no comércio entre o segundo semestre de 2017 e o início de 2018.

Para se ter uma ideia de como cresceu a preferência por essa modalidade de pagamento, em 2015 a proporção era de apenas dois em cada dez.  

Desenvolva o potencial do seu crediário

Quando observamos a tendência de crescimento no uso do crediário no comércio, surge uma possibilidade interessante:

E se o crediário se tornasse a principal fonte de faturamento da sua loja?

Não é algo impossível e nem exclusivo dos grandes varejistas. Basta tomar os devidos cuidados financeiros e se planejar de forma estratégica que você também consegue chegar a esse patamar.

Quer ver como é possível?

Confira a seguir algumas ideias práticas para transformar o seu crediário em uma verdadeira máquina de vendas (e de lucros):

1. Trabalhe com crediário próprio

Entre todos os modelos de crediário, o financiamento com recursos próprios é considerado o mais vantajoso para lojas com ticket médio de até R$ 600. Esse é um perfil muito comum no varejo brasileiro, principalmente nos segmentos de moda, calçados e ótica.

Trabalhando com crediário próprio, o empreendedor coloca em jogo seu próprio capital para poder ganhar mais com a cobrança de juros e multas sobre os pagamentos em atraso.

Se isso for feito da maneira certa, com as devidas precauções para reduzir o risco de inadimplência, você terá em mãos uma ferramenta capaz de alavancar as vendas e a impulsionar a rentabilidade do seu negócio.

Você só precisa descobrir até que ponto é seguro “liberar” o crédito para o cliente, de modo que ele possa até atrasar alguns dias mas não deixe de pagar. Para que isso seja possível, o único caminho é investir em uma boa ferramenta de análise de crédito.

2. Mantenha um cadastro completo da sua clientela

Reúna todas as informações relevantes para o bom funcionamento do seu crediário em um cadastro amplo de clientes.

Esse cadastro será útil não apenas para entender as preferências de consumo de cada um, mas também para entrar em contato e divulgar promoções voltadas especialmente para seus diferentes perfis de consumo.

As informações cadastrais também servem para que você possa fazer ações de cobrança mais eficazes.

Alguns dados, inclusive, são indispensáveis para ter uma política de cobrança consistente: nome e endereço completo, e-mail e telefone (tanto para ligações presenciais quanto para cobrança por meio de mensagens eletrônicas).

O cadastro é a sua carteira de clientes. Utilize-o estrategicamente para planejar ações baseadas em informações e não as divulgue indevidamente, especialmente para os seus concorrentes.

3. Use o crediário para fidelizar o consumidor

O crediário é uma excelente ferramenta de fidelização, com os mecanismos ideais para estabelecer um vínculo mais duradouro entre os clientes e a loja.

Quando o consumidor precisa comprar algo novo, a primeira opção geralmente é procurar o produto em uma loja onde ele já tenha crediário. Por isso, oferecer este meio de pagamento é uma excelente forma de aumentar a taxa de recompra.

O crediário também fornece dados importantes para aprimorar suas estratégias de fidelizaçãoSe você utiliza um sistema especializado para gestão de crediário, fica fácil acompanhar relatórios para monitorar o comportamento de compra dos seus consumidores.

Outra estratégia interessante é identificar os clientes inativos, que não compram no crediário há algum tempo, é promover campanhas de marketing para atraí-los novamente ao ponto de venda. O conteúdo dessas mensagens deve ser planejado cuidadosamente. De nada adianta divulgar um produto em promoção se ele não atender os interesses daquele consumidor específico.

4. Divulgue sua marca (e o seu crediário)

Divulgue a sua marca e seja uma referência de confiança e qualidade de atendimento para os seus clientes. Assim como você precisa da confiança deles, eles também precisam da sua para manter a expectativa de compras futuras mesmo em momentos difíceis.

Se você decidiu investir no crediário para alavancar as vendas e atrair mais público, não pode ficar “tímido” na hora de divulgar essa modalidade de pagamento Use todos os meios disponíveis para isso, desde cartazes no ponto de venda até anúncios em redes sociais.

Na comunicação interna, procure manter a qualidade na produção dos materiais. Nada de improvisar cartazes com uma impressora velha! Lembre-se que este tipo de comunicação, além de estimular as vendas no crediário, também contribui para construir a imagem da loja na mente do consumidor.

Você também pode (e deve) abusar das mídias eletrônicas para divulgar seu crediário por e-mail, no Facebook ou mesmo no WhatsApp. Aqui também é uma boa ideia usar o cadastro para segmentar a comunicação de acordo com os diferentes perfis de cliente.

5. Aproveite o pagamento para gerar novas compras

Depois que faz uma compra no crediário, o cliente deve voltar todos os meses à loja para pagar cada prestação. Isso dá ao lojista uma série de oportunidades de fechar novas vendas enquanto aquele carnê estiver em aberto.

Quando o cliente retornar, você pode aproveitar para impactá-lo com mensagens promocionais ou até mesmo com ofertas específicas para quem já compra no crediário. Com planejamento e atenção ao risco, é possível estimular novas compras sem comprometer a capacidade de pagamento do consumidor.

Aliás, você já pensou por que a área do crediário costuma ficar sempre no fundo das lojas?

É porque, ao atravessar todo o ponto de venda para fazer o pagamento, o cliente entra em contato com vários outros produtos que estão em exposição. 😉

6. Desenvolva estratégias de pós-venda

Realizando estratégias de pós-venda, você poderá saber o grau de satisfação de seu cliente com a sua loja, bem como suas necessidades por novos produtos. Tente estar o mais próximo possível de seus clientes e mantenha um contato atencioso, mas que não atrapalhe a rotina dos consumidores.

Envie mensagens de e-mail periodicamente, mas não apenas para divulgar suas promoções. Agradeça pela preferência, pergunte ao cliente como se sentiu na experiência de compra e se eles têm alguma sugestão para melhorar o atendimento na loja.

São ações simples de implementar em qualquer situação, a um custo baixíssimo ou mesmo nenhum. Porém o retorno que elas trazem a longo prazo faz toda a diferença na geração de um fluxo contínuo de visitantes (e vendas) na sua loja.  

7. Dê atenção especial para clientes especiais

Desde o início das suas operações com crediário, procure identificar quais são os seus melhores clientes.  

Mas como saber quem são os bons clientes?

É fácil.

São aqueles que pagam em dia e compram preferencialmente de você.

Ou seja: são os clientes que mais geram lucro para o seu crediário!

Para identificá-los você precisa de um sistema inteligente de gestão, capaz de acessar esses dados, analisar os números ao longo do tempo e trazer toda informação já “mastigada” para você.

E então, quando souber quem são seus clientes especiais, dê a eles um “tratamento VIP”: ofereça descontos, prazos facilitados de pagamento e juros menores.

Ah! E não esqueça de utilizar essas vantagens de forma estratégica, divulgando-as com o objetivo de estimular outros clientes a também se tornarem especiais.

Estas dicas foram úteis para você? Continue acompanhando nosso blog e descubra outras formas de fazer do crediário sua principal fonte de faturamento.