O que é vitrinismo e como ele pode ajudar a atrair consumidores

A vitrine é a responsável pela primeira impressão que o cliente tem dos produtos à venda na sua loja.

Se ele não se sentir atraído por ela, não der ao menos uma paradinha para olhar, é pouco provável que resolva entrar e comprar alguma coisa.

E para criar vitrines encantadoras daquelas que vão destacar sua loja entre a concorrência não basta contar com o “bom gosto” do gerente ou de algum vendedor mais empolgado. É preciso um profissional especializado, que saiba muito bem o que é vitrinismo e domine técnicas de composição, iluminação e montagem.   

Mas, afinal, o que é vitrinismo?

Dentro dos conceitos do marketing de varejo, o vitrinismo tem relação direta com o visual merchandising. A diferença é que o visual merchandiser cuida do ambiente visual e funcional interno da loja, enquanto o vitrinista dedica-se a obter os melhores resultados na exibição de produtos por meio da montagem de vitrines.

Como se diz por aí, a vitrine é uma espécie de “vendedora silenciosa”. Além de transformar os produtos expostos em verdadeiros objetos de desejo, ela também atua na construção da imagem da loja, refletindo a identidade da marca e do público-alvo do negócio.

Lançando mão de técnicas e conhecimentos envolvendo composição estética, comportamento do consumidor e exposição de produtos, o vitrinismo tem como principal objetivo ampliar o volume de vendas do varejo atraindo a atenção de quem passa diante da loja.

Por que eu não posso montar minha própria vitrine?

Seja para economizar custos ou mesmo por “tradição” da empresa, muitos lojistas de menor porte ainda tratam a vitrine de forma amadora e assumem eles mesmos a montagem ou passam a responsabilidade para os vendedores.

Enquanto isso, os grandes varejistas mantêm em seu quadro de colaboradores profissionais especializados em vitrinismo que são responsáveis por manter um padrão de qualidade em montagem, conceito e exposição nas diferentes unidades de uma rede.

Como isso é algo inviável para as lojas menores, o melhor a fazer é recorrer a um profissional terceirizado, com formação técnica na área. Muitas vezes, por não saber o que é vitrinismo e como ele é importante para o sucesso no varejo, o pequeno lojista acaba fazendo tudo por conta própria. Quando percebe, está com a loja vazia e não sabe por quê.

Mas contar com os serviços de um profissional não significa deixar de se envolver no processo de montagem das vitrines. Para manter a qualidade durante o ano todo, é preciso trabalhar em conjunto com o vitrinista para orientá-lo quanto ao planejamento das exposições e os objetivos estratégicos da marca.

O que faz um vitrinista profissional?

Basicamente, o vitrinista é o profissional responsável pela montagem e decoração de vitrines. Sua missão é criar ambientes com forte apelo visual, capazes de gerar desejo no consumidor e aumentar as vendas da loja.

Não se trata apenas de decorar uma vitrine para que ela fique bonita. E sim aliar a estética às estratégias de publicidade e marketing para obter resultados concretos.

Um bom vitrinista deve combinar uma série de habilidades artísticas e técnicas, além de se manter atualizado com relação às tendências do mercado e do comportamento do consumidor.

Para poder despertar sensações no público-alvo de maneira eficaz, ele conta com conhecimentos sobre disposição de mercadorias, iluminação, harmonia de cores, conceito de produto e elementos decorativos, entre outros temas.

Esse conjunto de conhecimentos é essencial para transformar a vitrine em uma grande indutora do comportamento de compra dos clientes.

O vitrinismo como vantagem competitiva

Para muitas empresas, inclusive lojas de pequeno e médio portes, contar com o trabalho de vitrinistas especializados tem se revelado uma grande vantagem competitiva.

Em segmentos como o varejo de moda, por exemplo, a vitrine é fundamental para manter uma loja em evidência. Principalmente se ela tiver que disputar espaço com outras concorrentes na mesma rua ou no mesmo shopping center.

No mercado de moda, agilidade é a palavra-chave. Até pouco tempo atrás, as coleções mudavam, no máximo, a cada nova estação. Hoje as marcas promovem diversos lançamentos ao longo do ano e muitas vezes as vitrines precisam ser renovadas a cada 15 dias ou mesmo semanalmente.

Para conseguir manter esse ritmo e transformar sua vitrine em algo que realmente vá diferenciar sua loja das outras, é preciso trabalhar em perfeita sintonia com o vitrinista.

Assim que você escolher o profissional adequado, o primeiro passo é reunir-se com ele para discutir a identidade da empresa e apresentar sua estratégia de marketing.

Deve ser feito um levantamento das condições de trabalho, incluindo o espaço e a posição das vitrines, as condições de iluminação e os materiais disponíveis (manequins e outras ferramentas de exposição). Além, é claro, discutir o orçamento pretendido e a viabilidade de cada projeto.

Convide o vitrinista para passar um tempo no ponto de venda, tanto em dias úteis quanto nos finais de semana, para conhecer melhor comportamento do seu público. Informe-o também a respeito do estoque, revelando quais são os produtos de curva A, B e C.

Com isso, ele saberá exatamente o que é mais vendido e o que demora mais tempo para girar, informações essenciais para planejar uma vitrine.

Agora que você já sabe o que é vitrinismo e como sua loja pode ganhar contratando os serviços de um profissional dessa área, não esqueça:

A vitrine é uma das ferramentas de marketing mais baratas à sua disposição, com rápido retorno e alta eficácia na captação de clientes. Invista nela!