Como trabalhar com crediário próprio vai fazer sua loja vender mais e melhor

Em fases de dinheiro curto e escassez de crédito, o comércio precisa criar novas estratégias para atrair e fidelizar clientes. Com cada vez menos pessoas dispostas a pagar a vista, oferecer alternativas para facilitar as compras a prazo é fundamental para o sucesso no varejo.

Nesse caso, você verá como trabahar com crediário próprio pode ser a melhor a solução para a sua loja!

Um dos meios de pagamento mais tradicionais do comércio, o crediário tem voltado a ser um ótimo aliado do consumidor, principalmente para quem tem dificuldade de conseguir acesso ao crédito de outras maneiras.  

Crediário próprio x cartão de crédito

Se você é lojista, esteja certo de uma coisa: a venda a prazo não precisa se limitar ao parcelamento com cartão de crédito.

O cartão pode até facilitar a vida do varejista, mas não é uma ferramenta que permita fidelizar o consumidor e aumentar o índice de retenção de clientes, fazendo com que eles retornem mais vezes ao estabelecimento.

Além disso, as taxas e multas cobradas pelas administradoras de cartão acabam afastando uma boa parcela dos brasileiros dessa modalidade de pagamento.

Esta situação é cada vez mais comum nos dias atuais, diante da crise econômica que tem afetado o poder de compra da grande parcela da população. Com juros nas alturas, uma nova estratégia precisa ser aplicada. Nesse contexto, ficam evidentes as vantagens do crediário como a modalidade de pagamento que oferece as melhores condições para o cliente continuar comprando a prazo.

Três em cada dez brasileiros compram no crediário

As estatísticas das associações de lojistas em todo o país mostraram que as vendas parceladas diretamente através de carnês ou boletos vêm aumentando desde fevereiro de 2016.

No início de 2017, uma pesquisa do SPC Brasil em parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) apontou que 30% dos consumidores brasileiros usam este meio de pagamento. entre eles, 48% possuem uma média de 1,7 carnês em aberto.

De acordo com o estudo, as principais motivações para usar o crediário são poder comprar mais (42,3%) e realizar um sonho de consumo (20,2%). Entre os ramos do varejo, quem mais trabalha com crediário próprio são as lojas de roupas (75%), calçados (64%) e eletrodomésticos (34,3%).

Ou seja: há um potencial enorme para o lojista investir no crediário para aumentar as vendas.

Como começar a trabalhar com crediário próprio

Se você não sabe como dar os primeiros passos para montar um crediário, tenha em mente que a melhor forma ainda é usar o tradicional carnê de pagamento, com boletos bancários que podem ser emitidos pela própria loja.

Esta é uma maneira de alavancar as vendas e também aumentar a confiança do consumidor em seu estabelecimento. Por isso, deixe bem claro que ele agora pode comprar a prazo sem receio do tão temido cartão de crédito e seus juros exorbitantes.

O parcelamento das compras sem cartão de crédito não é mais uma estratégia apenas para os pequenos lojistas. Diante da crise, até mesmo grifes internacionais passaram a oferecer vendas com parcelamento em até 12 vezes pelo crediário próprio. Essa forma de vendas vem garantindo a sobrevivência de muitas empresas que, de outra forma, já teriam fechado as portas.

Para que isso não aconteça com a sua loja, confira o artigo onde destacamos cinco dicas para montar um crediário próprio e comece agora mesmo a oferecer esta modalidade de pagamento aos seus clientes.

Como vender mais no crediário

Uma das principais vantagens de trabalhar com crediário próprio é não depender do setor financeiro para autorizar a liberação de crédito para o consumidor. Uma vez que o lojista está financiando o consumo com seu próprio dinheiro, torna-se possível oferecer juros menores que os bancos.

Com isso a loja amplia suas possibilidades de venda e ganha condições de superar a crise mantendo sua sustentabilidade financeira.

Se você quer saber como usar o crediário próprio como uma ferramenta para aumentar suas vendas no varejo, recomendamos a leitura deste artigo, onde falamos em detalhes sobre principais fatores que fazem uma loja vender mais no crediário.

Crediário próprio facilita a vida do cliente

Trabalhar com crediário próprio também é uma maneira de facilitar a vida do cliente. De maneira geral, o brasileiro ainda não possui a cultura de acompanhar suas faturas de cartão de crédito, perdendo o controle dos gastos e só descobrindo que ficou sem dinheiro quando chega a fatura.

Por utilizar o boleto bancário, o crediário próprio faz com que o cliente tenha mais consciência da necessidade de cumprir com sua responsabilidade.

Outra vantagem do crediário próprio é sua flexibilidade na liberação do crédito, em comparaçao com as instituições financeiras. Como existe uma análise bastante rigorosa por parte dos bancos, muitas pessoas não conseguem fazer um financiamento e deixam de fazer uma compra necessária por falta de dinheiro.

Com os devidos cuidados, o lojista pode aproveitar esta oportunidade e captar um maior número de clientes sem sofrer prejuízos. A alternativa do crediário próprio oferece a possibilidade de o cliente atender as próprias necessidades, sem as grandes exigências das instituições financeiras.

É importante ter em mente que o risco de inadimplência é algo natural quando se decide trabalhar com crediário próprio. Mas você não precisa perder o sono por causa disso. No caso de não poder pagar as mensalidades em dia, quem comprou no crediário pode procurar a loja para renegociar a dívida e evitar a inclusão do nome no SPC ou em outros cadastros de inadimplentes.

Agora você já sabe por que trabalhar com crediário próprio é a melhor alternativa para incrementar as vendas e superar a crise econômica. Se você, como lojista, ainda não pensou nisso, chegou a hora de oferecer mais para seus clientes. Clique na imagem abaixo para conhecer o sistema Meu Crediário e confira como podemos otimizar ainda mais os resultados da sua loja nas vendas a prazo:

MC_eBook_apresentacao_CTA