As sete ações que não deram certo em 2016

É sempre bom buscar novas ações e iniciar o novo ano com o planejamento do negócio alinhado, é bom também aprender com os outros, copiar o que deu certo e estar atento, também, as práticas que não deram certo.

Elencamos sete ações ou descasos que prejudicaram – e muito – as lojas com performance abaixo do esperado. Se você quer ter uma loja vencedora, NÃO faça isso:

1. Falha na gestão de estoque

Comprar demais e vender de menos, este é um assunto que assombra o varejo em todo o país. É necessário fazer um bom estudo e gestão crítica para compras. O sistema de PDV para loja, normalmente é um dos motivos do lojista ter complicações.

2. Perda de colaboradores chaves e motivados

Encontramos diversas lojas que tiverem redução de faturamento por dispensar pessoas chaves na empresa, em muitos casos essa pessoa foi demitida por ter salário acima da média. Grande erro que pode levar a loja a faturar muito menos, evidentemente o salário deve ser compatível com a função, mas se o vendedor entrega mais do que a média, por que deve ter salário equiparado?

3. Concorrer com quem não deveria

Quando lojistas se deparam em copiar promoções de grandes redes acabam ficando com sérias complicações, grandes redes possuem poder de barganha muito superior e a estratégia de brigar no preço ou parcelamento não é uma briga que o pequeno e médio lojista pode comprar. Clientes não buscam somente preço e prazo, buscam bom atendimento, pós vendas e segurança.

4. Briga societária

Relações conjugais e brigas com sócios podem ser o fim para o negócio, quando a convivência não é mais sadia, evite levar as desavenças para dentro da loja, resolva com transparência e seriedade com objetivo de continuidade da empresa.

5. Colaboradores desonestos

O empreendedor precisa confiar em pessoas, em pessoas certas. Apesar de ser um ponto muito delicado, não se consegue construir um grande negócio sozinho, por isso entrevistas de emprego e histórico das pessoas é muito importante. Uma pessoa desmotivada ou de má índole pode trazer sérios danos para seu negócio.

6. Parar com vendas no crediário próprio

Muitos empresários entenderam que 2016 não era um ano bom para vender no crediário próprio, risco de inadimplência e pouco conhecimento para analisar o crédito. Isso foi um impacto muito grande e constrangedor para os clientes, além de abrir espaço enorme para a concorrência (que se fizer o trabalho bem direitinho, sua loja terá sérios problemas). As vezes o lojista é motivado a parar por não ter uma boa ferramenta de consulta SPC, dificuldade com a cobrança do crediário ou mesmo não entender de como fazer concessão de crédito.

7. Perda de marcas ancora

Identificamos que a perda de grandes marcas ou marcas ancora, detonaram o movimento em algumas lojas, mesmo com boa localização, se o cliente não busca o que procura, você terá sérios problemas para efetivar a venda e sua equipe trabalho em dobro para captar e converter vendas.

Agora que você já conhece algumas ações que não deram certo em 2016, já pode ficar atento e não cometer os mesmos erros.

Faça um planejamento de todas as ações que você pretende fazer em 2017. Já se programe para aquelas que serão executadas em datas especiais, para que na hora sua campanha não tenha falhas. Com um bom cronograma, ficará mais fácil de realizar as ações e garantir mais vendas.

mc_cta_webinar_vendercrediario